sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Medalha de Super Randonneur

Já relatei aqui em postagens passadas as brigas homéricas acontecidas em anos passados entre os "revoltados" do sul e o pessoal que organizava as provas no Brasil.

Dentre os ditados populares sobre "guerras" tem 2 que me chamam a atenção:
- Na guerra a primeira vítima é a verdade;
- Na guerra existem, no mínimo, 3 pontos de vista. O meu, o seu e a verdade, que nem sempre é um ponto equidistante entre as 2 partes.

Hoje me sinto um pouco vítima dessa guerra, apesar de ter sido um dos principais articulistas, pois nos dois anos que fiz a série completa (600km) não adquiri a medalha de super randonneur. :-( E não adquiri essa medalha por algumas razões bem simples:
- Não sabia que custava tão pouco (uns R$ 37,00).
- A encomenda passava pelo pessoal que estávamos em constante litígio e
- Achei que num futuro próximo eu continuaria tendo tempo para pedalar naquele ritmo e fazer outra série.

Em 2005 recebemos o troféu Alexandre Luz, ciclista morto por atropelamento naquele ano durante uma prova de 400km em SP. Em 2006 recebemos apenas a medalha e o certificado.

Por isso vai aqui a minha sugestão para quem vai pretende pedalar até o 600 em 2010: Reserve uns reais para a compra dessa medalha, pois se num primeiro momento ela aparentemente não acrescenta muito, mas num futuro próximo pode ser uma bela recordação para mostar para os filhos, netos,....

0 comentários:

Postar um comentário