terça-feira, 1 de setembro de 2009

Audax 300 Criciúma

Em épocas passadas esse blog fazia questão de comentar e divulgar todas as provas de Audax que aconteciam por aí, mas novos compromissos profissionais roubaram boa parte do tempo que eu tinha disponível, por isso hoje em dia mal consigo fazer as minhas estatísticas e ser um dos organizadores da prova de Lajeado. Pedalar então, nem pensar...

Mas para algumas provas, mesmo a distância, tento ser mais participativo. Foi assim na primeira prova que a Ninki organizou sózinha, o brevet dos Farrapos e agora a prova de Criciúma.

Os organizadores dessa prova são meus amigos pessoais, e mesmo a distância tenho um grande carinho pelo Maico e pelo Rogério, pois toda a história deles no Audax começou em 2007 aqui em Lajeado. Eles perderam as inscrições para a prova de SCS e acabaram vindo até aqui para pedalar o nosso 200. A estréia do Maico foi em "grande estilo", pois furou 5 pneus e chegou se arrastando até o PC3, lá o pessoal da Casa do Ciclista deu um jeito de fazer ele ressucitar na prova mesmo com os pneus aro 26 bico fino, pneu que só deve ser usado em Urussanga e Criciúma :-).

No fim do anos passado eu e meu afilhado resolvemos pedalar pelos Campos de Cima da Serra e queríamos terminar a viagem descendo a Serra do Rio do Rastro. Não importava muito a cidade onde terminaríamos a viagem ,mas ela precisava ser depois da descida. De imediato me lembrei do Maico e do Rogério e pedi a eles que nos arrumassem um lugar para que o meu compadre deixasse o meu carro lá em Urussanga.

Mas eles fizeram muito mais do que isso. O meu carro ficou na casa do Rogério, acabamos indo no aniversário dele naquela noite, dormimos e tomamos café da manhã na casa do Maico.

Vale ressaltar que até aquela data nós havíamos conversado apenas nas 3 provas que eles haviam pedalado em Lajeado e é óbvio que foram conversas muito rápidas, pois eram mais de 100 ciclistas inscritos. Ou seja, os nossos únicos elos de ligação eram a bicicleta e o Audax e mesmo assim isso foi mais do que suficiente para que nos sentíssemos em casa.

O entusiasmo pelo Audax fez com eles acabassem por assumir o 300 de Criciúma, ou simplesmente o Audax do Carvão. Todo o "trauma" que a estrada de terra deixou neles aqui em Lajeado eles estão devolvendo, com juros e correção, para quem for pedalar lá. A linda, mas terrível, Serra do Rio do Rastro, terá 740 dos seus mais de 1450 metros escalados durante a prova.


A foto acima mostra o Emílio sentado, atrás dele o Rogério e logo à direita eu e o Maico no posto de gasolina do Paulão, outro amigo de Urussanga na nossa passagem por lá em dezembro de 2008.

Um grande abraço, boa sorte e quem sabe um dia desses a gente pedale juntos por terras catarinenses.

1 comentários:

3 de set de 2009 14:35:00
Maico Birolo disse...

Bahhh!! Kieling, assim eu me emociono!! Obrigado por tudo... de coração. Podes ter certeza que todo ano viajarei a Lajeado pra correr a clássica de outono "200 do Vale"!! Agora vê te programa né?! Ano que vem não há deculpa para não vires participar de uma provinha por aqui, aliás, caso audax não dê certo, cicloturismo também vale. Abração!!

Postar um comentário