segunda-feira, 2 de março de 2009

Tá legal, gurizada. Segunda parte do Audax, faz de conta que vocês tão no briefing.

Não, olha a cena:

Então o cara ou a guria pagou a inscrição, saiu sábado à tarde de casa (ou até de manhã), dormiu pouco e mal à noite, levantou domingo às 4 da madruga, tomou um café provavelmente miserável, saiu pedalando do Shopping às 6, no frio, no escuro, na cerração (quiçá na chuva :-p), vestindo uma bermudinha apertada, sapatilha(!), capacete de tartaruga ninja, fez 1040m pelo bairro São Cristóvão até chegar no trevo principal de Lajeado na 386, passou o Chuck e a Ruth em Estrela, passou o Pedágio em Fazenda Vila Nova, e um pouco antes da Polícia Rodoviária de Tabaí, aos 39,412km, quebrou à direita e atalhou por 403m de estrada de chão até a 287. Pedalou mais um pouco - uns 5404m - e chegou no PC1, o primeiro posto da 287, à esquerda da rodovia.

E se alguém perguntar, ele ainda vai ter coragem de dizer que se acha normal! Mas o que que é isso!

Até aí foram 45,238km, aproximadamente. 45,238. É o que vocês viram no outro vídeo. Nem 25% da prova.

Agora o lôco carimba o cartão, toma uma água, mete uma banana (epa!) e se man-da, porque tem mais ou menos uns 44,114km até o PC2: o Clube dos Motora, em Venâncio, também à esquerda. Não tem como errar, pelo amor de Deus, é só baixar a cabeça e pedalar. Se der c'os corno numa cuia de chimarrão no meio da estrada, é porque passou 657m do PC2 e vai acabar chegando em Santa Cruz se não voltar. No caminho só tem duas passagens dignas de nota: a tal da ponte de Mariante sobre o Taquari, com 507m e nenhum acostamento e o cruzamento com o Meridiano 52 (seja lá onde for isso), não necessariamente nessa mesma ordem...

Taí o trajeto:

0 comentários:

Postar um comentário