sábado, 26 de janeiro de 2008

As perdas

2008 marca o 6o. ano do Audax no Brasil e apesar das milhares de pessoas que descobriram que eram, e ainda são, capazes de feitos extraordinários como pedalar 200 quilômetros ou mais o nosso esporte não é feito somente de alegrias.

Ao longo desses anos tivemos a perda de 2 pessoas muito importantes para o Audax, a primeira delas foi em 2005 quando Alexandre Luz morreu atropelado durante uma prova de 400km em SP em circunstâncias que até hoje não foram completamente esclarecidas. O Alexandre era vice-presidente do Clube Audax Brasil e um entusiasta que não media esforços para que o esporte crescesse cada vez mais.

A segunda perda se deu há menos de 2 meses em Brasília com a morte do Walter Graneiro por doença. O Walter além de ter sido um dos idealizadores de um dos maiores grupos de ciclismo do DF, foi o organizador das provas de 200 e 300 km do Audax de Brasília em 2007, e o pessoal do Rebas do Cerrado colocou no seu site um artigo falando um pouco dele e do seu legado no ciclismo da capital federal.

Mas a Kátia e o Marcelino não deixaram a peteca cair e assumiram a organização das provas que serão realizadas nos dias 09 de Março (200 km) e 13 de abril (300 km). Maiores informações podem ser obtidas no site do Audax em Basília.

0 comentários:

Postar um comentário