segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

(Des)informações

De vez em quando aparecem em listas de discussão ou em sites especializados algumas informações inverídicas sobre algumas provas.

Da prova de Lajeado já disseram que possuía mais de 50km de estradas de terra (são menos de 13km), de Santa Cruz disseram que a prova é difícil, pois tem uma serra logo na saída (sobre a serra é uma meia-verdade, mas o resto da prova é plana).

A lorota da vez é para Brasília, já tem gente dizendo que a prova tem trechos de estrada de chão! Isso não é verdade, além disso segundo me informaram, o acostamento é de excelente qualidade dando aos ciclistas toda a segurança para fazer os 200km.

O pessoal de Brasília me passou umas informações sobre as provas do ano passado, elas seguem abaixo:

***

O Pedal Noturno DF, em parceria com o grupo Rebas do Cerrado, organizou duas etapas do Audax no Distrito Federal em 2007. Do Audax Brasília 200 km (Brasília / Alexânia / Brasília) participaram 169 ciclistas, dos quais 154 completaram a etapa dentro do horário limite (13 horas e 30 minutos). Do Audax Brasília 300 km (Brasília/Anápolis/Brasília) participaram 50 ciclistas, sendo que 33 completaram a etapa (20 horas). Brasília foi representada por dez ciclistas na etapa de 400 km, sete nos 600 km e três do grande desafio dos 1.200 km, no Paris-Brest-Paris (PBP).

***

Qualquer dúvida ou informação adicional é só entrar em contato através do site da prova.

As inscrições estão abertas para o Audax RJ

O Cezar Barbosa, o reclineiro mais azarado que foi para o PBP2007, informa que estão abertas no site www.ativo.com.br as inscrições para o Audax RJ, pelas informações recebidas o Audax dos cariocas terá uma inovação importante, será 100% urbano.

Todas as novidades dessa prova podem ser vistas no
blog que o Edu criou especialmente para a prova.

Abaixo as principais informações sobre a prova:

Informações sobre o Audax 200

* Data: 15 de março de 2008
* Horário da Largada: 6:00
* Horário máximo de chegada: 19:30
* Percurso: Leme, Copacabana, Botafogo, Aterro do Flamengo, Centro, Aterro do Flamengo, Laranjeiras, Santa Teresa, Alto da Boa Vista, Jardim Botânico, Leblon, São Conrado, Joá, Barra, Recreio, Barra, Jacarepaguá, Camorim, Vargem Pequena, Vargem Grande, Recreio, Grumari, Recreio, Barra, Joá, São Conrado, Leblon, Ipanema, Copacabana e Leme

sábado, 26 de janeiro de 2008

As perdas

2008 marca o 6o. ano do Audax no Brasil e apesar das milhares de pessoas que descobriram que eram, e ainda são, capazes de feitos extraordinários como pedalar 200 quilômetros ou mais o nosso esporte não é feito somente de alegrias.

Ao longo desses anos tivemos a perda de 2 pessoas muito importantes para o Audax, a primeira delas foi em 2005 quando Alexandre Luz morreu atropelado durante uma prova de 400km em SP em circunstâncias que até hoje não foram completamente esclarecidas. O Alexandre era vice-presidente do Clube Audax Brasil e um entusiasta que não media esforços para que o esporte crescesse cada vez mais.

A segunda perda se deu há menos de 2 meses em Brasília com a morte do Walter Graneiro por doença. O Walter além de ter sido um dos idealizadores de um dos maiores grupos de ciclismo do DF, foi o organizador das provas de 200 e 300 km do Audax de Brasília em 2007, e o pessoal do Rebas do Cerrado colocou no seu site um artigo falando um pouco dele e do seu legado no ciclismo da capital federal.

Mas a Kátia e o Marcelino não deixaram a peteca cair e assumiram a organização das provas que serão realizadas nos dias 09 de Março (200 km) e 13 de abril (300 km). Maiores informações podem ser obtidas no site do Audax em Basília.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

O primeiro brasileiro a completar um PBP

Tempos atrás o Faccin postou em alguns grupos de discussão e no Inema a história do Kayo Oliveira que foi o primeiro brasileiro a pedalar um PBP, isso lá em 1999. Se isso já não fosse bastante o Kayo pedalou em 1998 o Audax 1200 mais difícil que existe que é o BMB - Boston - Montreal - Boston, prova caracterizada por ter muitas serras no trajeto.

Como o Kayo passa 6 meses por ano em Garopaba toda vez que o Faccin vai para lá "aluga o coitado" fazendo milhares de perguntas. Melhor para nós que conhecemos um pouco mais da história dessas provas de longa distância através dos relatos de um brasileiro.

Pode ser que o Kayo prestigie a o Audax 200 de SCS a ser realizado em março.





Ao lado a Medalha do BMB 1998 e abaixo o número do PBP1999

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

A última foto

A imagem abaixo foi a última foto tirada do Erich Brack de Santa Cruz do Sul em Paris no PBP 2007 há poucos metros da chegada. Para quem pensa em ir para lá em 2011 pode olhar essa foto e observá-la em detalhes, pois muitos dos segredos para se pedalar os mais de 1200km passam pela bicicleta e as roupas utilizadas.

A foto não foi publicada antes pois nem o Erich sabia da existência dela até que o Warrens Simons lhe enviou por email.

domingo, 20 de janeiro de 2008

Homologações do PBP

Saiu na revista oficial da ACP as homologações do PBP2007 e lá na página 38 aparece a bandeira do Brasil com o nome dos 4 brasileiros que foram até o fim da prova.

Mais uma vez os nosso parabéns a todos eles.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Todas as medalhas de um "Super Randounner"


Na foto aprece em primeiro plano um dos estrangeiros "adotados" pela equipe brasileira no PBP2007, na verdade acho que foi o contrário. O Jorge, português de nascimento, é que adotou os nossos conterrâneos e emprestou um pouco de sua enorme experiência em provas de Audax. Em 2007 ele completou o seu 5o. ou 6o. PBP!!

A montagem dessa imagem foi uma homenagem de uma amiga dinamarquesa que pedalou a prova toda ao seu lado.

Atentem para o detalhe das medalhas, todos que completam provas de Audax em todo o mundo tem o direito de pleiteá-las. A encomenda delas pode ser feita pelo representante da ACP na América Latina mediante o pagamento do valor correspondente. A conquista dos brevet´s de 200, 300, 400 e 600 km dá ao ciclista o direito a medalha de "Super Randounner", que é a medalha que está ao lado da medalha do PBP.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Dicas para um iniciante - Não invente!!

Sob pressão tem muita gente que acaba saindo "da casinha" e tentando inventar numa prova de Audax.

Se nunca pedalaste em pelotão, não faça isso num Audax! No início é legal andar na roda do pessoal que pedala mais, mas com o passar dos quilômetros e das horas, todos nós temos os reflexos diminuídos e a possibilidade de queda aumenta muito. Além dos machucados causados pela queda, tu vai passar o resto da prova tendo que administrar a "fúria" do pessoal que, involuntariamente, levaste ao chão. Se quiseres andar no vácuo, treine com os seus amigos em distâncias menores, um Audax não é lugar para se aprender isso.

Powerger, powerbar, maltodrextrina e tantos outros suplementos alimentares são importantes ao longo duma prova dessas. Se está pensando em levar alguns deles num Audax, experimente eles em seus treinos para a prova para ver se o seu organismo os aceita sem problemas. Em algumas cidades pode-se fazer toda a prova alimentando-se somente das comidas oferecidas nos PC´s e nada mais. Todos esses complementos são excelentes, mas sendo ingeridos numa condição de stress podem causar mais mal do que bem.

As provas de 200km normalmente tem saída pela manhã, por isso a vistoria tem que ser feita na noite anterior e é ali que muitos novatos "enlouquecem" ao verem todos os apetrechos que muitos dos veteranos levam. Tem pneu importado mais caro que pneu de carro, tem capacetes que valem mais do que muitas bicicletas e algumas bicicletas que valem mais do que um carro. Além disso, tem peças de última geração que deixam qualquer um de boca aberta.

A vontade de fazer bonito, misturado ao medo de não chegar, pode ter como consequência alguma aquisição de última hora. Aquela sapatilha leve e de última geração mal regulada pode fazer o seu joelho pifar antes do primeiro PC, aquele pneu levíssimo pode ser fino demais e furar a toda hora, a bermuda de gel importado, e que custa meio salário mínimo, sem a devida adaptação ao teu corpo pode ocasionar "lembranças" que levarão semanas para desaparecer.

Resumindo: Não invente, não faça nada de muito diferente do que sempre fizeste e jamais coloque nenhum componente na sua bicicleta que não tenha sido devidamente testado!

domingo, 13 de janeiro de 2008

Nova contagem regressiva II

Melhorei um pouco a aparência, em vez de aparecer uma imagem de campo de futebol (?) aparece agora a medalha exclusiva da prova.

sábado, 12 de janeiro de 2008

Nova contagem regressiva

Tá bom, eu sei que aquela imagem de campo de futebol por baixo do novo contador regressivo não deveria estar ali. Mas foi o que consegui arrumar de melhor, vamos ver se amanhã sobra um tempo para ajeitar isso e colocar mais um post sobre dicas para iniciantes.

Sugestões de melhoria são bem-vindas.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Um convite para os cariocas

O Edu do blog Audax RJ fez um convite muito legal para que voluntários se apresentem para dar uma força na prova que será realizada por lá no dia 15/03. Uns tempos atrás escrevi algo sobre essas adoráveis criaturas que se disponibilizam a sacrificar muitas horas para ficar parados à beira de nossas estradas para colaborar conosco.

Abaixo o convite do Edu

****

Todos conhecem o valor do esporte para a humanidade. Vivemos um mundo com guerras, fome, miséria, desigualdade, mas tambem existem incríveis demonstrações de solidariedade e nobreza. A atividades esportiva é uma delas, seja Profissional ou Amadora, ela ajuda a disseminar valores importantes para superar as adversidades do mundo moderno.
Trabalho em equipe, jogo justo, respeito às regras, dedicação aos treinos, saber que o importante é competir e dar o melhor de si em tudo que se faz, são legados importantes que o mundo do esporte nos apresenta.
No mundo todo atletas amadores são inundados com tais atributos e há diversas histórias em que uma determinada prática esportiva extrapolou o usual e nos brindou com histórias emocionantes:

Na europa um time de futebol fez gol sem querer ao devolver a posse de bola ao outro time. Este tinha jogado para lateral para que um jogador machucado pudesse ser atendido. Como o juiz não tinha opção e validou o gol o time goleado recomeçou o jogo e se deparou com o adversário totalmente parado em campo, até que eles fizessem um gol também e ficasse tudo igual. O estádio inteiro aplaudiu de pé.

Numa prova de atletismo de pára-atletas um dos competidores caiu e se machucou. Os outros viram, voltaram pra buscá-lo e cruzaram a linha de chegada todos juntos.

Um winsurfista lutava pelo título de uma temporada com outros três atletas. Seu equipamento se extraviou na viagem e os três adversários foram os primeiros a emprestar tudo o que ele precisava para competir naquela etapa.

Na maratona das olimpíadas de Atenas em 2000 Wanderley Cordeiro de Lima... Essa todo mundo conhece né?

Pois bem, no mundo do Audax não é diferente. A Solidariedade e o companherismo são fatores primordiais. Conhecida no mundo todo por ser uma prova de longa distancia o atleta audacioso precisa percorrer o trajeto usando um veículo a propulsão humana. A imensa maioria opta pelas bicicletas, mas patinetes, patins e skates podem ser utilizados.
O objetivo é cumprir a distância dentro de um limite de tempo calculado com base na média de 15 km/h.
As séries começam com 200 km (13hs 30 min para completar). Quem consegue ganha um atestado de capacidade chamado de Brevet. Os brevetados podem correr o audax 300 km (20 horas para brevetar) e assim sucessivamente para 400 km (27 horas) e 600 km (40 horas). No Brasil não há provas com distâncias maiores, mas na europa, américa do norte e oceania há ainda as provas de 1200 km (90 horas).

O Rio de Janeiro sediará duas dessas etapas e precisa de voluntários para ajudar na organização.
Cabe aos voluntários ajudar na arrumação de água, isotônico e alimentos no dia anterior à prova. Os voluntários também ajudam a conferir os equipamentos obrigatórios que os ciclistas tem que ter para poder competir. No dia da prova os voluntários ficam nos Postos de Controle pelo caminho anotando os que já passaram, mantendo a água e o isotônico gelados e dando outros tipos de apoio que os atletas precisem.

Você está sendo convidado(a) a fazer parte deste momento especial do esporte que chega ao Rio de Janeiro e Niterói. Precisamos de pessoas que queiram ajudar de verdade, para as pessoas que tenham veículo próprio (carro ou moto) estes terão o gasto com combustível pago pela organização.

Datas: 15 de março (sábado) 200km na cidade do Rio de Janeiro.
26 de abril (sábado) 300km entre Niterói e a Região dos Lagos.

Suas despesas com transporte e alimentação serão cobertas pela organização.

Para maiores informações sobre as provas acesse http://audaxrio.blogspot.com

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

O primeiro Audax no RS em 2008

O Faccin, um dos brasileiros a completar o PBP2007, divulgou a programação do Audax 200 de SCS em 2008. É a prova mais tradicional do RS, pois está indo para o seu 4o. ano consecutivo. É uma ótima opção para começar bem a série 2008.

**************

Segue abaixo algumas informações atualizadas sobre o primeiro Audax do ano 2008 no RS.

Já estou trabalhando na prova e acertando detalhes e novidades para esta que é a quarta edição. Este já é um dos eventos mais tradicionais na modalidade!!

O trajeto é praticamente o mesmo das edições anteriores, apenas a PC de retorno será em novo local com uma estrutura melhor.

Novamente contamos com apoio da UNISC e a excelente estrutura para largada e chegada.
Faccin Bicicletas com os apoios mecânicos e etc
Policia Rodiviária Estadual.
Estamos entrando em contato com novos apoiadores!

Na duvida, não deixe em entrar em contato!

Audax 200 Km Santa Cruz do Sul 2008

Organização:
Grupo Santa_Ciclismo-
Diretor de prova= Luiz Maganini Faccin
Prova homologada pelo Clube Audax Paris.
Apoio: Unisc, Faccin Bicicletas Ltda, Policia Rodoviária Estadual
Percurso: campus UNISC, Av. independência, RST-287, Pinheiral, RS-405- Passo do Sobrado, Vale Verde, RS244- General Câmara, RS-401- São Jerônimo, e retorno utilizando o mesmo roteiro de ida.
Largada e Chegada: Campus UNISC de Santa Cruz do Sul

Inscrições:
No site: www.faccinadventure.com.br de 07 até 29 de fevereiro.

Loja Faccin Bicicletas, Santa Cruz do Sul, pessoalmente até o dia 01 de março.
Valor R$53,00
Programação:
08 de março de 2008- campus Unisc Santa Cruz do Sul
15:00 horas: inicio horário para confirmação inscrições e conferencia equipamento obrigatório.
18 horas: término horário para confirmação inscrição e conferência equipamentos obrigatórios.
19 horas: Briefing-reunião técnica para a prova, presença obrigatória para todos os participantes.
Outras atrações a confirmar para este dia!
09 de março de 2008- campus UNISC Santa Cruz do Sul.
5:30 horas: Concentração para largada
5:40 horas: entrega dos passaportes aos ciclistas.
6:00 horas: Largada:
19:30 horas: Termino da prova, tempo limite de chegada.
Horários entrega premiação=
15 horas para ciclistas que chegarem até 14:30
16 horas para ciclistas que chegarem até 15:30
17 horas para ciclistas que chegarem até 16:30
18 horas para ciclistas que chegarem até 17:30
19 horas e 30 minutos para os demais ciclistas.

10 de março de 2006: divulgação resultados e tempo de cada participante.
Equipamentos Obrigatórios:
Qualquer veículo com propulsão exclusivamente humana. São aceitas bicicletas tipo speed, MtB, DH, reclinadas, tandem, triciclos, patins e patinetes; Não há restrições quanto a tamanho das mesmas ou dos pneus e aros.
- Itens obrigatórios:
cada participante deve obrigatoriamente possuir luz dianteira e traseira fixadas a bicicleta, em perfeito funcionamento, bem como usar capacete durante todo o trajeto e colete refletivo durante os trechos noturnos, sob chuva, neblina ou a qualquer momento que ocorra determinação da ORGANIZAÇÃO ou dos fiscais de prova.
Veja mais informações no regulamento disponível no site www.faccinadventure.com.br

Mais Informações:
Luiz M. Faccin
luizmfaccin@yahoo.com.br
fone/fax:51-3713-2281
9658-1974
8196-9002


Luiz Maganini Faccin
Audax 200 Santa Cruz do Sul
março de 2008
www.faccinadventure.com.br

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Dicas para iniciantes - Treinos

Esse tópico iria ser escrito mais adiante, mas como esse assunto anda "bombando" nas listas de Audax, aí vai a minha opinião.

Muitos acham que treinar é apenas fazer grandes distâncias, é óbvio que treino para um Audax passa por ralar muitas horas em cima de uma bicicleta, mas não é só isso. Não adianta pedalar apenas "na boa", tem que pedalar com sol forte, vento contra, de manhã cedo, ao entardecer, sob chuva... Parece que dei a receita para um masoquista, mas não adianta só treinar sob condições perfeitas, pois no dia da prova pode fazer as 4 estações do ano no mesmo dia. :-)

Na prova de 200km de SCS de 2007 largamos com uma temperatura agradável que aos poucos foi se transformando num calor senegalesco, para terminar em grande estilo com um temporal com fortes ventos contra e uma queda de mais de 15 graus na temperatura. Em Pelotas 2007 foram exatos 108 km de vento contra, em Caxias 2005 saímos com chuva e um pouco de frio para terminarmos com um sol forte com direito a "torraço" para quem foi sem protetor solar.

Pessoalmente acho que nenhum treino para um Audax 200 precisa ser superior a 120km, mais importante é exercitar as outras variáves citadas no paragráfo anterior e quando tudo estiver ruim parar e trocar uma câmara, mesmo que o pneu não esteja furado, só para exercitar um pouco. Se num treino é ruim fazer isso, na prova pode ser pior, principalmente se isso estiver acontecendo pela primeira vez.

Uma outra dica básica é preparar o "espírito" para a prova, pois o corpo (treinado) vai aonde a mente mandar. Não adianta ter feito tudo certo e na hora amarelar, e uma boa forma de não amarelar é adquirir confiança pedalando bastante. Mesmo quando o serviço, a mulher, a filha, o chefe, a reunião do condomínio, ... não deixarem que a pedalada seja a ideal, vale a pena pegar a bicicleta e dar uma volta, pois é a soma dessas experiências que nos dá a confiança para irmos até o fim.

Uns tempos atrás eu escrevi um post sobre as provas de 200km, quem tiver chegado acordado até aqui pode dar uma lida no texto.

domingo, 6 de janeiro de 2008

Audax na Cidade Maravilhosa

O Eduardo, mais um que quer ficar rico organizando Audax :-), está divulgando a prova à ser realizada no RJ no dia 15 de março! Abaixo segue o convite.

****

A mais tradicional prova ciclística do mundo chega à Cidade Maravilhosa e você poderá encarar essa parada.

Imagine participar de um evento ciclístico que te desafia a pedalar 200 km num único dia, mais precisamente em 13hs e 30 min. Agora imangine fazer isso dentro da cidade do Rio de Janeiro, mundialmente conhecida pelas belas paisagens, mesclando trechos de montanha em meio à Floresta da Tijuca e de litoral nas mais famosas praias cariocas!

Vem aí o Audax 200 km e o Desafio 100 km!

A data? 15 de março de 2008!

Comece a treinar pois não será moleza.

Faça parte do grupo de audaciosos que encaram grandes distâncias pela satisfação de completar o percurso no tempo limite e poder participar do Audax 300km que será em Niterói no dia 26 de abril de 2008.
Saiba mais sobre o Audax nas páginas
www.audaxbrasil.com.br
www.audax-club-parisien.com

Saiba tudo sobre o Audax 200 km e o Desafio 100 km no Blog Audax Rio: http://audaxrio.blogspot.com/

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Dicas para os iniciantes - O que levar?

Nem 8, nem 80. Tem gente que parece que está fugindo de casa quando vai para um Audax, outros não levam nem uma câmara reserva!

Kit básico:

Capa de chuva: Tem gente que não leva, mas não custa levar umas dessas que os camelôs vendem, custam barato e podem ajudar.

Filtro solar: Sem comentários.

1 ou 2 câmaras reservas: Daí depende, se você tiver Mr. Tuffy até dá para arriscar ir sem, mas se furar o pneu é pelo menos meia-hora perdida, sentado na beira do asfalto, muitas vezes entre o nada e o lugar nenhum sob chuva!!!

Bomba de ar: sem comentários

Kit de ferramentas e para conserto das câmaras: Eu já furei 4 câmaras em 200km.

Dinheiro: Sempre é importante levar algum. Se tudo der errado, dá para voltar para casa de ônibus.

Celular: Na minha opinião é quase um equipamento obrigatório.

Cartão do seguro de saúde: Leve junto, não pesa nada e se acontecer alguma coisa o prejuízo é menor.

2 caramanholas: Dependendo do calor uma caramanhola é pouca para cobrir os 50 km (ou mais) entre os PC´s.

Papel higiênico: Ou alguém acha que tem banheiro a cada 5 km na beira da estrada? Eu já vi gente chegar em Audax com apenas 1 meia, a outra, coitada, ficou pelo caminho.

Cobertor térmico: Algumas provas de 300 em diante aqui no RS exigem esse equipamento, pois já tivemos eventos onde a temperaturea beirou o zero grau. Em 2008, nas provas de 200km, esse equipamento pode ser necessário em Caxias do Sul que terá uma prova em julho, nas outras provas ele não é necessário.

Faltou alguma coisa?

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Dicas para um iniciante - Velocidade média

Muitos ciclistas encaram o seu primeiro Audax com um único objetivo: Terminar a prova não importando o tempo!

Se esse é o seu objetivo você nunca precisará pedalar acima dos 25km/h! Nunca mesmo, nem morro abaixo! Se você quiser APENAS completar é só manter 20km/h de velocidade média e não se bobear nas paradas, que o seu tempo ficará em torno das 12 horas! Ou seja, tem muito tempo de sobra para poder administrar um problema de última hora.

Mesmo se pedalando a 18km/h tem-se uma grande chance de concluir a prova com êxito, desde que se seja muito criterioso nas paradas e torcendo-se para que nenhum problema ocorra.

Mas não adianta sair a 18km/h achando que é possível manter essa média até o fim. Tem muitas variáveis a serem analisadas, por exemplo:
- Vento: Se o vento for a favor na ida, ande mais rápido, pois a volta vai ser uma m...
- Calor: Normalmente o Audax 200 tem largada nas primeiras horas da manhã. Dê uma olhada em como vai ser a temperatura durante o dia, se for muito quente à tarde o negócio é fazer uma "poupança de tempo" pela manhã. Pois o calor, só não é pior do que o vento contra. Faça um conta simples, aumente a velocidade média em 2km/h na ida e desconte os mesmo 2km/h na volta.

Isso tudo parece óbvio, mas só parece! É muito comum nos primeiros quilômetros alguns iniciantes se comportarem como num estouro de boiada! Basta alguém se entusiasmar e sair mais acelerado, que uns quantos vão atrás! Temos que nos lembrar que tem gente aqui no RS que faz um Audax 200 em 6 horas!!! Que é menos da metade do tempo limite!

No meu primeiro Audax 200 (Poa 2004) tive a nítida sensação de que iria terminar em último, umas 2 horas atrás do penúltimo! Teve horas em que pensei em descer da bicicleta para que todos me ultrapassassem, tamanha era a fúria de parte dos mais de 200 ciclistas que participavam da primeira prova de Audax do Sul do Brasil. Para complicar um pouco mais, a uns 2 km do primeiro PC furei um pneu e passei nesse PC entre os 20 últimos ciclistas. Ali, já tinha gente cansada e eu no meu "tranquinho" de 23 km/h na ida e 22km/h na volta cheguei exatamente no meio desse enorme pelotão. Sei de gente que fez os primeiros 100km em 3 horas e 30 minutos e voltou em 7 horas!

Pensar às vezes dói, mas faz muito bem! Tanto é que não acontecem mais tantos "estouros de boiada" aqui nas nossas provas, pois o pessoal já se deu conta que chegar bem com um tempo um pouco maior, vale muito mais do que chegar mais rápido e passar mal.