quarta-feira, 10 de outubro de 2007

PBP - Análise dos resultados IV

Quando ouvimos que 2007 foi o pior ano da história recente do PBP, nós acreditamos nos nossos "heróis", pois somos amigos deles e/ou admiramos a sua disposição de ir tão longe fazer o que nós gostamos.

Eu sou um eterno desconfiado e só os números poderiam me dar a certeza que "aquele ventinho contra e a garoa" ;-) realmente tornaram o PBP2007 tão difícil assim.

Para traçar um paralelo entre 2003 e 2007 tentei comparar coisas iguais, ou seja, "catei" nos resultados oficiais ciclistas que pedalaram as 2 provas! Infelizmente não ficou tão exato quanto gostaria, pois, por exemplo, o português Jorge Martins Silva que pedalou o PBP com a camisa do Brasil em 2007, aparece na prova de 2003 com o nome de Jorge Martins!!! Quem tem uma noção de informática sabe que ela ajuda bastante, mas ainda não temos recursos tão eficientes numa ferramenta como o Excel, para fazer esses acertos de uma forma eficiente, por isso os dados abaixo não mostram a realidade das 2 provas, mas pelo tamanho da amostra o comparativo é válido.

Vamos aos números:
1.321 ciclistas que completaram a prova de 2003 se inscreveram para 2007.
Destes:
36 nem largaram;
18 estouraram o tempo limite;
290 desistiram;
977 terminaram a prova dentro do tempo limite e destes:
306 melhoraram seu tempo e
671 pioraram seu tempo em relação a 2003!!

Pelas razões acima expostas, fica bem claro que a prova desse ano foi, sem dúvida, muito mais dura. Se dividirmos os 306 que melhoraram os seus tempos pelos 1.321 ciclistas que fizeram as 2 provas, veremos que apenas 23,16% tiveram um desempenho melhor esse ano.

Esses números só valorizam o feito de quem terminou a prova e dão uma nova motivação para quem foi para a França e não conseguiu voltar a Paris pedalando.

0 comentários:

Postar um comentário