quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Tecnologia

A organização do PBP tem umas coisas muito estranhas. O Layout do site deles é pouco funcional, um tanto quanto ultrapassado, faltam informações importantes, tem muita coisa confusa, mas paradoxalmente eles esbanjam organização em outro itens.

Em algum lugar do site eu havia lido que os participantes poderiam comprar um GPS, por 270 euros, para que de casa os seus familiares pudessem acompanhar a evolução na prova. Eu só havia visto isso no RAAM. Os nossos Audax, ou Randounners aqui no Brasil, vão ter que comer muito arroz e feijão para chegar lá, onde cada equipe/atleta é monitorado individualmente.

Parece-me que não teve muita gente a fim de investir nisso, mas um deles foi o nosso amigo Warren Simons que está devidamente monitorado e pode ser acompanhado pelo link que eles disponibilizam. É só ir no link e clicar no nome do Warrens que uma bicicleta azul clara aparecerá no pónto em que ele está. Parece-me que o tempo de atualização é de 10 minutos.

Ps.: Esse post estava pronto a uns 2 dias, é o tipo de post genérico, dá para postar numa crise de informações do blogueiro. Depois de publicado, fui dar mais uma olhada em como funciona, daí é que percebi que ele não está atualizando todos os ciclistas. De qquer forma vale a pena dar uma olhada. Se alguém souber como funciona essa tecnologia, escreva um comentário para os leigos como eu.

4 comentários:

22 de ago de 2007 21:10:00
Anônimo disse...

Kieling,

Tá muito show o blog. To adorando acompanhar. Estou torcendo mais do que copa do mundo. Valeu muito estar passando essas notícias. Sigo acompanhando, abraços,

Grace!

22 de ago de 2007 21:12:00
Douglas disse...

Interessante este acompanhamento por GPS. Curioso é que a maioria dos que adotaram esse sistema são ciclistas de bicicletas reclinadas (10 dentre os 18).

22 de ago de 2007 23:37:00
Eliseu disse...

Ola Kieling, Parabéns pela cobertura do PBP. Show!!!
Essa tecnologia utiliza um receptor GPS que periodicamente através de um celular GSM, repassa automaticamente a empresa de rastreamento, suas coordenadas geográficas e velocidade. O sistema transfere isso para o website e pode-se visualizar o ciclista quase em tempo real. É semelhante aos sistemas de rastreamento de veículos que dispomos poraqui. Segundo a empresa responsável, o equipamento disponibilizado no PBP pode também receber chamadas, e em caso de desvio da rota da prova, o ciclista pode ser informado pelo monitoramento para voltar ao curso.
Abraços e vamos torcer pelo brazucas!
Eliseu Ramos - Curitiba

23 de ago de 2007 03:50:00
Varda disse...

o legal é que se sabe que o cara tá de reclinada pelo logo, é um logo de reclinada.. hehehe... adoro o espaço que as reclinadas tem nessa prova. realmente é muito bom.

Postar um comentário