quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Bicicleta para o PBP



"Furungando" um pouco na internet acabei encontrando a bicicleta que o Richard Dunner vai usar em Paris! O Richard, que ainda não teve o seu perfil publicado no blog, mandou fazer uma bicicleta sob medida para usar na prova. Segue abaixo a matéria publicada na Bikemagazine.

Vamos ver se o Faccin ou outro dos inscritos manda alguns dados sobre as suas "magrelas".

****

HÍBRIDA FEITA A MÃO

Bicicletas feita sob medida são muito comuns nos Estados Unidos e Europa. Na Itália, por exemplo, praticamente toda cidade possui seu telaista, ou seja, construtor de quadros, telaio, em italiano. No Brasil, o paulista Klaus Poloni (foto) é um dos poucos a dominar esse ofício.

As vantagens de uma bicicleta customizada sobre uma bike são inúmeras. Além de ter uma bike feita de acordo com as características físicas, o cliente pode escolher a geometria adequada ao uso que vai fazer da bike, o material do quadro, os componentes e a cor final da bike.

Foi pensando nessas vantagens que o suíço de 52 anos Richard Dünner, radicado em São Paulo desde 1984, encomendou a Poloni uma bike especialmente desenvolvida para suas longas pedaladas. No ano que vem Dünner vai disputar a prova francesa Paris-Brest-Paris (veja matéria), com 1.200 km. A competição é promovida pelo Audax Club Parisien, a mesma entidade que supervisiona o Clube Audax Brasil e que promove brevês em nosso País. Para disputar a Paris-Brest-Paris é necessário ter passado antes por brevês menores, de 300, 400 e 600 quilômetros. O competidor tem até 90 horas para cumprir a quilometragem (média de 15 km/h).

ARO 29”

Richard Dünner pedala bikes customizadas desde os 23 anos. “Bikes sob medida são muito comuns na Suíça. Eu queria uma bike bastante confortável e confiável”, disse.

A bike de Dünner tem algumas características bem distintas. A começar pela escolha do material do quadro: o cromo-molibdênio. “Não gosto do alumínio porque ele não tem as características que tem o cromo-molibdênio. Não sou profissional e procuro conforto”, explica.

Outro diferencial é o emprego de aros de 29 polegadas, que na realidade são aros 27”, equipados com pneus borrachudos de mountain bike. Como são mais altos, a medida da roda + pneu beira as 29 polegadas, daí o nome.

“Sempre achei as rodinhas aro 26” das mountain bike muito baixas. Eu queria uma híbrida que pudesse ser bem usada na estrada e fora dela também”, completa.

“Rodas grandes fazem os buracos ficarem menores”, ensina com obviedade Klaus Poloni. As mountain bikes com aro 29” (também chamadas de Big Foot) foram lançadas por Gary Fischer no início da década. Outras marcas, como Salsa, Trek e algumas outras marcas japonesas também lançaram seus modelos Bif Foot.

Outra inovação foi a escolha dos pneus. São pneus tubulares da marca Tufo, feitos na República Tcheca, com 32mm de largura. “Gosto desses pneus. Sempre usei tubulares. Os Tufo são hermeticamente fechados e dispensam a câmara de ar.

O processo de fabricação totalmente manual da bike levou cerca de 11 meses. Dünner teve sua bike pronta e entregue em fevereiro de 2006 e, desde então, já rodou cerca de 800 quilômetros com ela.

Tudo começa com uma entrevista com o cliente, que relata a aplicação que será feita da bike, seus hábitos de pedalada e medidas antropométricas e outras questões. Foram vários rascunhos e desenhos e muitas modificações na prancheta. No total, o projeto foi modificado oito vezes até chegar à geometria final, aprovada por Dünner.

“As dimensões de uma bike aro 29” não são convencionais e isso exige que os ângulos do quadro não sejam convencionais. O comprimento do tubo horizontal e do downtube é dentro de uma geometria não radical. Richard procurava conforto”, explica Poloni.

Por conta dos pneus 700C, a geometria do quadro é diferente de uma bike de ciclismo normal. Na realidade é uma híbrida, um misto de ciclismo com mountain bike e poderá encarar trechos de terra com tranqüilidade.

COMPONENTES SIMPLES

Para garantir o conforto, a bike foi pensada para ser equipada com suspensão dianteira, no caso uma Marzocchi Bomber MC Comp, de 80 mm, própria para aros 29” e especialmente importada por Klaus Poloni para seu cliente.

Além do conforto, Dünner precisava de uma bicicleta que fosse confiável. No exterior, uma quebra do quadro ou de algum componente significa dores de cabeça. Por isso escolheu a dedo os componentes utilizados na bike, sem se importar tanto com peso deles. Algumas peças foram garimpadas na internet e alguns componentes são fora de catálogo, mas em estado de "Zero KM".

Assim, a bicicleta está equipada com câmbio traseiro Shimano XTR , com trocadores antigos, montados no downtube. “Isso evita quebras de conduíte, além de ser bem mais leves e simples que trocadores do tipo STI”, explica Poloni.

Os freios são do tipo V-Brake, Shimano XTR, os tubos são de cromo-molibdênio, de dupla espessura, da marca italiana Columbus Foco. A caixa de direção é oversize.

A bike recebeu a pintura com as cores do Brasil.

“É a bike mais customizada que já construí na vida”, disse Klaus, considerado o maior especialista na construção e recuperação de quadros de bicicletas do Brasil. Poloni também é expert em alinhamento, solda e recuperação de quadros de cromo-molibdênio, alumínio, magnésio, titânio e fibra de carbono.

FICHA TÉCNICA
Quadro: Feito com tubos Cr-Mo Columbus Foco, de dupla espessura
Suspensão: Marzocchi Bomber MC Comp 29", com curso de 80 mm
Aros: Fiamme Red Label, italianos
Pneus: Tubulares sem câmara Tufo, de 32 mm
Guidão: 3T, italiano, em alumínio
Freios: V-Brakes Shimano XTR
Câmbio dianteiro: Shimano Ultegra 2004
Câmbio traseiro: Shimano XTR 2004
Shifters: Indexados, fixados no downtube
Canote: Shimano Dura-Ace, em alumínio de 27.2 mm
Pára-lamas traseiros: Zéfal

MEDIDAS
Ângulo de selim: 73º
Ângulo do head tube: 71,5º
Entre-eixos: de 1.056mm

SERVIÇO

K.W. Poloni ME - klauspoloni@uol.com.br
Rua Dr. Sílvio A. O. Maya, 30 - Centro - Pedreira SP
(19) 3893.3464

2 comentários:

21 de set de 2007 19:27:00
SKF disse...

Hello Richard!

Greetings from from New Zealand!

I remember your interest in gliding.

I am involved in organizing the 2007 New Zealand Air Games in Wanaka. Thought you might like to have a look at the website:

www.airsportslive.com

Kind regards
Kris Ericksen
New Zealand

22 de set de 2007 21:31:00
SKF disse...

Hi Richard
Maria actually wrote the previous post!

My email is skf AT paradise dot net dot nz

Also check out www.gpgliding.com

Cheers
Kris

Postar um comentário