quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Chegada do Adriano

O Adriano chega em Porto Alegre amanhã, dia 30/08 às 15h! A informação é da Fernanda que é a nossa informante sobre o paradeiro do primeiro gaúcho a retornar aos pagos.

Tenho a impressão que a gauchada não levava fé em completar a prova, todos estão com o retorno marcado para dias úteis e em horário comercial. :-(

De qualquer forma fica o nosso abraço ao Adriano e que venha outras vezes a Lajeado prestigiar as nossa provas.

Procura-se

O Lendro Bittar da revista VO2 e do site Prólogo, está atrás do Guilherme, da Adriana e do povo que completou o PBP, mas está complicado de achar.

Se alguém souber do paradeiro desses cidadãos, informe na delegacia mais próxima :-)) ou peça para entrar em contato com o Leandro no email leandro arroba esferabr.com.br.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Voltando ao Brasil

Essas 3 chegadas em Porto Alegre serão às 9:30.
O Lazary chegará no dia 6 de setembro, o Calvete dia 9, o Faccin e o Erich dia 11.

O Ricardo chegará a Brasília hoje às 8:30.

Obrigado a Francy Dohms e ao Marcelo Lucca que conseguiram essas informações.

O Adriano chegará em Porto Alegre dia 30, só não temos ainda a confirmação do horário, a Fernanda vai conseguir isso para nós.

Dos demais aguradamos informações.

Pena que a chegada é sempre em horário comercial e em dia de semana, isso inviabiliza uma recepção à altura do feito.

Isso me lembra quano o Bagatini tentou os 1200km da Austrália em 2004, foi bonito de ver o susto que ele tomou quando viu mais de 30 pessoas esperando ele no aeroporto. Só que era um domingo de sol e pessoal foi até o aeroporto pedalando.

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Resumo das provas de Audax no RS dos gaúchos


Nos meus arquivos só tenho registradas as provas de Audax do RS, mesmo assim dá para ser uma idéia do que esse povo pedalou para chegar ao PBP, ou seja, as provas que eles participaram fora do RS não estão registradas.

A tabela é simples de ser entendida, mostra o número de provas que cada um fez por ano totalizando a km percorrida por ano e a km total.

De cabeça, eu me lembro das participações do Faccin e do Lazary no 400 de SP em 2004 e da participação de todos esse ano em pelo menos 1 Audax 600 fora do estado. O Lazary fez os 2 Audax 600 do Brasil que ocorreram em 2 fins de semana seguidos, o primeiro em SP e o segundo em Curitiba.

Haja fôlego!!

Mais de 13.000 km pela França


O blog repara uma injustiça cometida, depois de encerrado o PBP demos destaque somente a quem completou a prova. O quadro acima mostra todos os membros da equipe brasileira e km que cada um percorreu. Só estão fora o Costa que sofreu um pequeno acidente e machucou o olho na manhã do dia da largada e o Cézar Barbosa que teve um problema com o câmbio. No total foram mais de 13.000 km percorridos.

Pela lista dá para ser perceber que não há derrotados, existe apenas os que completaram em 2007 e os que em completarão em 2011.

Mais informações direto da França



Na foto, o Lazary, o Erich, o Faccin e o Adriano

Email do Faccin.

***

so para esclarecer um pouco/

o que vale no pbp é a nacionalidade, o David que mora em Curitiba é frances e tb concluiu o pbp, mas como frances

O Richardt que mora em Sp e nao concluiu o pbp é suico e participou como tal

por isto sao 4 brasileiros apenas que concluiram o pbp este ano.

conversei com varios ciclistas que participaram de varios pbps e todos disseram que este foi o mais dificil devido o vento e a chuva, teve um dia de sol e o restante so chuva.

teve ciclista que chegou com mais 90h mas é devido as largadas acontecerem a cada 20 minutos e o tempo ser descontado para cada grupo, eu larguei no primeiro grupo e o erich tb, mas o adriano e o lazary largaram em grupos mais atrasados e por isto tinham mais tempo para chegar ( alem das 90h)

dia 25 de manha encontrei ciclistas que ainda estavam na estrada, retornando para saint Quentin, uma mulher estava chorando na beira da estrada, deve ter dormido demais no caminho e perdeu o tempo, como é uma prova sem apoio, sem resgate eles ainda estavam no pbp, mesmo depois de muito tempo as 90h terem acabado,

os gauchos foram favorecidos neste pbp, porque estamos mais acostumados a pedalar na chuva e frio.

dizem que o numero de desistentes neste pbp foi recorde, ate brest, metade do caminho, numeros extra oficiais dizem que 1300 ciclistas ja haviam abandonado a prova, imagina até o final, nao sei se 3000 chegaram

fui

Luiz M. Faccin
PBP 3271

domingo, 26 de agosto de 2007

A volta dos brasileiros

Já tem gente se articulando em Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e Brasília para recepcionar no aeroporto os brasileiros que estiveram no PBP. Assim que tivermos confirmação dos horário publicaremos aqui.

Se algum dos leitores tiver essas datas, nos envie que publicaremos.

Desistências do PBP em 2007


O gráfico ao lado mostra os abandonos acontecidos no PBP até o ano de 2003. Esse ano ainda não temos informações oficiais, extra-oficialmente se fala em até 2.000 abandonos.

Se confirmados esse números será um recorde histórico, pois será quase 40%, em 2003 esse percentual foi inferior a 15%.

sábado, 25 de agosto de 2007

Acessos ao blog


Depois das provas de Lajeado andávamos meio sem notícias, só falando das provas que ocorriam pelo Brasil e do PBP que se aproximava. Na semana da prova, quando o pessoal começou a procurar informações e não as encontrava em nenhum lugar acabou caindo aqui no nosso blog.

A evolução das visitas é impressionante, de 10 12 à cerca de um mês atrás chegamos a 479 no dia de ontem.

Velocidade média ao longo do PBP


Da série "viajando na maionese" vem esse gráfico onde é feita uma média da velocidade de todos os brasileiros ao longo do PBP, para complicar um pouco dá para dizer que é a "média da velocidade média". Só utilizei as velocidades de quem chegou ao fim da prova.

Fica bem claro que não se pode perder muito tempo parado, principalmente quando acontecem imprevsitos como os contados pelo Faccin, e onde o desempenho é prejudicado pelo tempo instável. Aparentemente o pessoal parou pouco na última noite, pois dificilmente a média ficaria tão constante se as paradas fossem longas.

Relato PBP - Luiz Faccin

Segue abaixo uma conversa via MSN, realizada a poucos minutos entre o Faccin e a família dele em Santa Cruz do Sul-RS.
**


primeira noite com chuva, mas sem muito frio, como tinha dormido pouco fiquei com sono das 5h ate as 16h deste dia, choveu muito ao meio dia. pedalei mais com o Jorge Portugues que pedalou o quinto pbp e a Silvia que e francesa e foi com a camisa do brasil tb

paramos para almocar no pc e depois eu fui descer uma escada malhada a cai bati o cotovelo esq, braco dir e as costas, mas sorte que eu estava com gel luvas e mais alguma coisa no bolso da camisa e protegeu um pouco, sai na rua no estacionamento de bike com dor e pensei em ir para a enfermaria do pc, mas iria perder tempo e melhor nem olhar ate o final do audax devia estar curado

no estacionamento veio um casal frances falar comigo, eles perguntaram de onde eu era, etc e pediram o meu autografo, estavam com um cartao postal com assinaturas de tudo que e tipo, inclusive em japones, escrevi meu nome e o pais e dei um adesivo do brasil para eles, sai mais animado depois do tombo

liga para a maristela e pede para entrar no messenger se ela conseguir

vou continuar escrevendo o relato e depois eu posso enviar por e mail; esse teclado e bem ruim

no comeco pedalavamos sempre no vacuo dos outros ciclistas e se forma uma fila interminavel, larguei na primeira leva da laegada de 90 h

mas depois vc sempre encontra outros para andar junto, se for o caso reduz o ritmo e fica em outro grupo, nos pcs tem comida boa e barata, mas um pouco de fila, o pior era os japoneses que nao entendiam nada a atrasavam um pouco, no retorno e dependendo do horario nao tinha filas, ou so uns 2 ou 3 e as filas eram para banho, so tomei um em Loudeac na volta, e para pegar colchao, dormi 4h no carro

na ida, no carro de volta na volta em loudeac e depois 15 minutos no chao em Montagne au Perche e ja de manha no cafe da manha em Dreux a menos de 100 km da chegada dormi mais 15 minutos sentado com a cabeca em cima das roupas

saindo de Tintaniac pc andei uns 8km e o nucleo do k7 comecou a falhar, ate que nao pegou mais

bati e ele funcionou, andei mais de 40 km sem parar de pedalar / freiando na decida e pedalando e sem para na subida

tive que parar para urinar, mais uns 15 minutos e o nucleo engatou, assim eu fui e fiz muitas vezes, haja saco, chovia e um italiano me alcancou, sofri, mas consegui conversar com ele, quase so falava frances, ele era de bergamo e ficou apavorado quando o nucleo falhou denovo, me perguntava o que eu iria fazer e eu so disse, deve andare, vou girar ate fermare, ou coisa do tipo, depois disto parei

mais umas 4 vezes, estava cansado e nao conseguia manter sempre a corrente esticada e girando, 84 km e cheguei no controle de Loudeac o Lacerda estava la desolado que tinha batido o carro alugado para fazer o apoio para o nosso grupinho eu estava querendo desistir, assim nao tinha graca

so iria desistir depois de dormir, eu tinha tempo, e de comer e foi o que fiz, o Erich que tinha dormido me acordou, dizendo para nao desistir e para irmos, mas eu tinha que acertar a bike, disse vai indo que eu vou decidir o que fazer

comprei uma roda traseira por 58 euros colocada na bike

peguei as coisas rapidamente, tomei cafe e sai para continuar na prova, na realidade queria desistir mesmo, mas era muito legal passar por cada vila medieval linda e ver cada igreja, ver as pessoas torcendo na beira da estrada, lembrei do casal do autografo, de um senhor tocando gaita para os ciclistas na beira da estrada, das criancas abanando, das familias com a mesa com queijo e vinho fazendo

festa na frente de casa para ver os ciclistas, nao queria perder isto e isto que me motivou a sair em direcao a BREST= so isto=

tava chuviscando e escuro e eu sai, andei 3km e furei o pneu traseiro, nao tinha nada no pneu, andei mais 3 km e furei denovo o mesmo pneu, voltei pedalando com p pneu furado ate o pc, falei com o cara da loja de bike, mostrei a fita de raio, onde tinha furado a camara, comprei 2 e sai, mais 10.80 euros, adivinha? andei 5 km e o pneu furou denovo, voltei la e acredite se quiser fui educado como um

frances, mas aprendi disse que era a terceira vez que estava furando, que era na fita e que eu estava cansado


frances, mas aprendi disse que era a terceira vez que estava furando, que era na fita e que eu estava cansado

ele trocou a camara a fita de raio e nao cobrou, nem quis centrar a roda, estava torto depois de andar tanto com pneu murcho, o pneu e bom e nao estragou, o pc estava para fechar e eu sai atrasado

pedalai com um grupo de espanhois que andava bem, tinham ate treinador, equipe de 6 e tudo, eu andava so no vacuo, o trajeto tinha muita subida a andavamos a20 kmh

cheguei no pc de carhaix faltando 45 minutos para fechar o pc e nao demorei muito, os espanhois ficaram la furando a fila e conversando, comendo, o dia melhorou, mas o vento muito forte e muita subida, vento lateral; lia nos relatos do pbp que o pessoal caia e ficava dorindo na beira da estrada, mas vi ciclista caido antes de brest que e a metade do caminho. o vento assoviava na bike,e segundo a

previsao era de 60km/h em alguns locais. estava chegando a mais uma vila, Sizun e tem uma igreja linda, subida, estava quente e os bares estavam cheios de ciclistas famintos, cansados, fedidos etc furei o pneu traseiro, mas desta vez foi um arame/

parei no cafe, compre 2 sanduiches de baguete, agua e cafe, sentei na escada em frente e ficava comendo e observando tudo, fui na lojinha do lado e comprei alguns postais da cidade, ja que estava sem maquina fotografica, estava saindo quando lembrei que tinha que trocar a camara de ar, para chegar a BRest ainda era longe, se,pre e longe depois de ter pedalado tanto

a chegada em brest com calor, vento foi emocionante, mais emocionante foi ver um senhor tocando gaita de fole da Bretanha para os ciclistas que passavam em uma esquina de uma rua de BRest. deu vontade de chorar e eu chorei mesmo, e foi bom, nem sei porque, foi de emocao, a ponte de BRest e linda, mas tem um vento la em cima, Em Brest, comi massa, molho, arroz,

agora sô faltava voltar= so isto, parece facil. O vento era a favor, ou lateral e eu andava no meu ritmo e o meu ritmo no plano era de mais ou menos 25 km/h, mas isto eu nao tinha como ter certeza nunca, o velocimetro ficou sem pilhas no km 260 e eu estava sem velocimetro e sem relogio. so perguntava as horas nos pcs e sabia o quqnto de tempo tinha chegado antes do fechamento, era isto que importa


pedalei, pedalei, encontrei uma ciclista da Dinamarca que ja tinha conversado comigo e com o jorge no primeiro dia, conversei um pouco com ela, mas segui na rente no meu ritmo, parei em alguma vila, onde estavam muitos ciclistas dormindo tomando cafe em um bar, tomei o meu cafe, alonguei, comi um chocolate que tinha comprado no caminho em alguma das paradas do dia a segui; o sono

cheguei em montagne au perche a meia noite e 30 minutos, carimbei e deitei no chao perto da entrada ao lado de outros malucos, liguei o celular e pela primeira vez falei com a minha esposa durante o pbp, disse que faltavam so 200 km e que estava com tempo para dormir, mas eu iria conseguir

dormi 15 minutos acordei se segui, tinha folga de tempo, peguei mais cafe e fui, muito comun ver ciclista em qualauer canto dormindo; a esta altura estou bem cansado de escrever e me desculpem os erros neste teclado frances. Nao tenho certeza do nomes dos pcs e vou encurtar um pouco.

tinha muita subida novamente, e chovia, o mais ruim da chuva era o meu tendao que doia mais com o frio, o corta vento que comprei por 44 euros funcionou muito bem;

cheguei em DREUX, ultimo pc era cedo e tinha tempo suficiente para fazer os mais 78km até a chegada.

dormi 15 minutos com a cabeca em cima da mesa e acordei com alguns franceses que estavam participando pela terceira vez comentando sobre algo pouco comun, ver a camisa do brasil no pbp. Muito simpaticos conversei um tempo com eles e me avisaram que tinha mais 3 subidas fortes ate a chegada. tomei cafe e segui pedalando rapido por uns 30 km e depois chegamos em varias subidas em uma floresta e eu f

fui no ritmo normal sem muita pressa, perto da chegada choveu de novo e eu me molhei, estava com a camisa do brasil e queria chegar com ele, sem colocar o corta vento, muitos semaforos fechados e cheguei as 12 e 26 o Lacerda e o Cesar Barbosa estavam la;

fiquei um tempo no ginasio conversando com o pessoal, encontrei a Dinamarqueza e o marido, as italianas, outros italianos perguntando da prova, do brasil, alegres

etc, etc: acho que a ficha do que e fazer o pbp so vai cair quando chegar no brasil; O Marcelo Lucca me ligou e avisou que o Erich estava perto e fiquei feliz em saber que o Formiga e o Lazary tb tinham brevetado:

final, em casa eu posso escrever mais depois

algumas coisas no pbp/ muito lixo que os ciclistas jogam fora, inclusive roupas

carros de apoio dando apoio escondido nas estradas

abracos, vou comer e descansar, tenho que pegar o bus para ir ate o hotel

PBP na Imprensa

O site Prologo tem publicado algumas reportagens sobre o PBP, a última matéria fala dos primeiros ciclistas que chegaram a Paris. Ela foi publicada sem que eles soubessem que os atletas teriam 2 horas para completar a prova em função do mau tempo.

De qualquer modo é um grande avanço e quem sabe em 2011 eles enviam um correspondente cobrir o PBP.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Alguns números

Viciei em postar no blog. Para não ter uma síndrome de abstinência com o fim do PBP, vou começar a deixar de postar devagarzinho. O problema é arrumar assunto, com os nossos bravos guerreiros descansando, só me resta falar de algo que gosto e julgo saber, ou seja, números.

Analisando os dados do PBP verifiquei que os brasileiros que completaram a prova levaram em média 40 horas e 45 minutos para chegar a Brest e 49 horas para voltar. Arredondando os cálculos, dá para dizer que eles foram a 15,1km/h e voltaram a 12,5km/h.

Fica a primeira lição para o PBP2011, vá mais ligeiro, pois a volta é sempre ruim.

Até o pessoal acordar e começar a mandar material para publicação, tem números para mais umas 5 postagens.

Notícias da França

O Lucca conversou com o Lazary e até onde eu entendi, ele não sabia que tinha conseguido chegar dentro do tempo por apenas 3 minutos. A conversa entre os 2 teve algumas frases desconexas do Lazary, causadas pele excesso de sono, mas ele prometeu que quando acordar nos mandará notícias de como foi a prova.

O André Felipe de Brasília conversou com a Adriana e ela lhe disse que esse ano a prova teve muitos abandonos, quase 2000 ciclistas não foram até o fim.

Tempos Finais

Tempos dos Brasileiros no PBP - Final

O Adriano chegou!!

O Adriano Formiga completou a prova a poucos minutos, ele cruzou a linha de chegada às 15:03 horário de Brasília, 20;03 horário da França.

Apesar dos percalços o Adriano saiu de Paris, foi a Brest e voltou. Assim que der atualizo esse post.

Por enquanto, só dá para dar os PARABÉNS ao Adriano.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XXIV


Agora só falta o Adriano, mas ele vem, podem ter certeza. Mesmo não podendo mais chegar dentro das 92 horas, ele chega.

Mensagem do Guilherme

Mensagem extraída do blog do Guilherme, e enviado pela Roberta, a íntegra do texto pode ser lido lá.

**

Estávamos inteiros e em condições para pedalar, chegamos a 1002km de prova dormindo apenas 4 horas. Foram quase 80 horas. Tínhamos tempo para terminar. Uma das coisas que mais ajudou as nossas pedaladas foi a facilidade para dormir, um dos fatores para o sucesso que acabou nos prejudicando. Um cochilo que niguém conseguiu me acordar acabou tirando minutos preciosos e comprometeram a nossa meta... Mas vou me reencontrar com o PBP novamente. Em breve mando mais notícias

Aproveitando o PBP até o fim

Durante os anos de 2004, 2005 e 2006 o Lazary fazia parte do que nós chamávamos aqui no RS de a Turma do Fundão. Não importasse a distância, o local, a temperatura, a topografia aquela turma era sempre a última a chegar. Dificilmente chegavam mais de 10 minutos antes do tempo máximo permitido. Em 2007 foi um pouco diferente, ele queria fazer o PBP, pediu licença aos amigos para andar um pouco mais rápido, mas ano que vem ele volta para o fim do pelotão.

Tive a honra de pedalar com esse pessoal algumas vezes e o alto astral era constante, apesar de tudo o que uma prova de longa distância exige dos participantes.

Nada mais coerente do que completar o PBP utilizando-se de 99,94% do tempo permitido, certamente é uma homenagem aos seus amigos que devem estar enfartando em frente ao computador lendo esse post.

Conhecendo um pouco do Lazary sei que a sua felicidade só será plena quando o Adriano cruzar a linha final.

Lazary completa o PBP!

Faltando 3 minutos para estourar o tempo máximo permitido, Luis Roberto Velho Lazary, completou o PBP! Eu escrevi 3(três) minutos.

Foram 91 horas e 57 minutos de pedaladas num dos PBPs mais complicados de todos os tempos.

Comemore meu amigo, que tu merece!!!!!

Informações vindas da França

O Costa mandou um email para o grupo AudaxBR que esá transcrito a baixo. O Faccin tb teclou algumas frases.

***

Estou dentro do carro com o Faccin no estacionamento do hotel. Nao sabemos se vamos comer ou dormir ou os dois ao mesmo tempo. A prova foi a mais dura das ultimas edicoes por conta do mau tempo constante o tempo todo. A chuva parecia que saia do chao e o vento era contra sempre, ate nas descidas.

O Faccin manda dizer que esta meio dolorido nas pernas mas que topa sair para jantar. A cada momento chega mais gente aqui no hotel, principalmente os canadenses, todos com mais de 50 anos. Os velhinhos pedalam muito.

Este foi o Audax mais curto da minha vida, tive que abandonar com apenas 58km por conta de um problema no olho direito que feri na manha do dia da prova. 2011 estaremos de volta, mais fortes e mais numerosos.

Abraco

A Costa

o costa me passou o computador,quando conseguir vou escrever mais sobre ocaf'e pbp. O mais legal 'e ver as pessoas a beira de estrada, na chuva, de madrugada te desejando boa sorte, te oferecendo cafe, biscuit, banana.Algumas senhoras pedalando com cabelos brancos e um rosto que nao esconde a idade, mas com as pernas de uma mulher de 20 anos e uma forca de deixar muito grandao para tras. Muito legal pedalar com espanhois, italianos, suecos, dinamarqueses e principalmente com os franceses que sao os que mais conversam enquanto pedalam, acho que para passar o tempo. Muito legal parar para comer algo em uma vila medieval, no meio da madrugada, na chuva e ficar vendo os ciclistas passando, muita coisa. muito sono, pedalei 445 e dormi 3 horas e 1/2, pedalei maiws de 300 e dormi umas 2 horas e depois completei o 1227 com mais 2x de 15 minutos. Enchergava coisas na estrada que nao existiam, a luz da bike formava uma imagem redonda......

Informações da França

A Roberta, irmã do Guilherme dá mais detalhes do abandono do seu irmão e da Adriana. Parabéns aos 2 que foram os mais jovens da delegação brasileira, eles tem pelo menos mais uns 10 PBPs pela frente.

**

sim, infelizmente está confirmado o abandono da prova... guilherme dormiu como pedra e nem cristo conseguiu acordá-lo... se não fosse isso, eles terminariam certo! estou aguardando nova ligação dele para mais detalhes. mas tudo que eles fizeram foi lindo! parabéns! abs!

Tempos dos Brasileiros no PBP - XXIII

Erich Brack e Jorge Martins concluiram o PBP

Às 14:58 o Jorge Martins, português que usou a camisa do Brasil no PBP, concluiu o seu quinto ou sexto PBP. Do alto dos seus 61 anos ele tem muito a ensinar a todos nós.

Às 16:09 no horário da França, 11:09 horário de Brasília, o Erich Brack concluiu a prova. Parabéns a ele e a cidade de Santa Cruz do Sul-RS, que teve 2 brevetados no PBP.

Conhecendo o pessoal de SCS vai ter muita festa para receber o Faccin e o Erich.

Parabéns aos 3, e agora ficamos aguardando o Adriano e o Lazary.

Em minutos a tabela de tempos.

Audax de Pelotas transferido

Devido a grandes possibilidades de chuva e ventos fortes na região sul do estado, os organizadores do Audax de Pelotas resolveram transferi-lo para o final de semana de 15 e 16 de setembro.

As inscriçoes estão encerradas, mas quem sabe com um pouco de "choro" os organizadores não abrem mais umas vagas? Informações no site da prova.

Pode ser o início dos treinos para o PBP2011.

Adriana e Guilherme estão fora do PBP

O Pedro Zohrer colocou um comentário onde relata a conversa que teve com o Richard, outro brasileiro que estava na prova, nesse telefonema ele repassou informações sobre os dois.

****

Falei a pouco com o Richard, e ele disse que os dois estão voltando de trem, foram dormir para descansar, mas o estavam tão exaustos que perderam a hora!!
Uma pena, mas o nível de exigência dos atletas foi muito alto, a chuva e o frio fez com que os organizadores prorrogassem o tempo limite em mais 2 horas.

Adriana e Guilherme

Todo mundo que falou com a Adriana ou o Guilherme diz a mesma coisa: eles estavam bem e confiantes! Acredito realmente que o problema seja no site, pois eles pedalavam com o Lazary e o Adriano que estão indo para Paris.

Além disso, os 2 foram os que mais entraram em contato com amigos e familiares, se eles tivessem desistido a primeira coisa que fariam seria pegar o celular e ligar avisando.

Quem souber rezar, reze, quem não souber, torça!

E o site continua fora.

Site do PBP continua com problemas

Contiuamos sem acesso as informações da prova, novamente o site encontra-se fora do ar.

Informações da França

O Faccin não aguentou e foi para o hotel, mas foi substituído pelo Calvete junto a linha de chegada para recepcionar o Jorge, o Erich, o Adriano e o Lazary.

Continuamos sem informações sobre o Guilherme e a Adriana, vamos torcer para que os problemas registrados na anotação dos tempos do Lazary e do Adriano tenham acontecido com eles!

O site está fora novamente.
Os brasileiros Adriano e Lazary tiveram tempos registrados no PC de Dreux que fica no km1158,5, ou seja, a menos de 70km da chegada!! O estranho é que eles não tem registro nos 2 PC´s anteriores!

Não importa qual a explicação, mas eles estão na prova rumo a Paris!!

O Adriano precisa fazer 18 km/h para chegar nas 92 horas, o Lazary 13,75km/h, mas nessa altura da prova o que importa é chegar ao fim.

Continuamos na torcida e até o sol resolveu aparecer em Paris para dar uma força!

Informações da França

O Faccin está junto a linha de chegada esperando o seu conterrâneo Erich Brack, ele foi informado pelo Marcelo Lucca, que ligou para a França, que o Erich está a caminho e resolveu esperar. Segundo as informações recebidas, o Faccin está com os 2 pés inchados e sequer consegue segurar um copo de água pela falta de sensibilidade nas mãos.

São lesões normais diante de tanto esforço. O Faccin já vinha se tratando de uma tendinite no tendão de aquiles e por isso não disputou o Audax 600 de Curitiba, a falta de sensibilidade das mãos é decorrente do esmagamento que os nervos receberam durante as mais de 86 horas que o Faccin se apoio no guidão. A sensibilidade nas mãos volta logo, mas a sensação de formigamento pode levar meses para ir embora.

A curiosidade é saber quantas horas eles dormirão ao chegar no hotel, o Manuel Terra dormiu 15 horas!!

O pulso ainda pulsa

O site do PBP está com problemas, faz mais de 30 minutos que não consigo acessá-lo, ou seja, temos a esperança que esses problemas estejam inviabilizando a atualização dos tempos de passagem, gerando a expectativa que os brasileiros que estavam com os seus tempos desatualizados ainda estejam na prova.

Imagens da chegada


Bastante gente na chegada. Daqui pouco tem mais brasileiros passando ali!!

Essa imagem é ao vivo de Paris, ela é atualizada automaticamente a cada entrada no blog e mostra as imagens em movimento por 30 segundos.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XXII


Como dito anteriormente o David e o Faccin terminaram a prova, e fizeram isso com uma boa folga. Parabéns a eles e que esse feito memorável sirva de exemplo para nós ciclstas de todo o Brasil.

O Lazary e o Adriano, apesar de toda a torcida, não passaram até agora por Villaines. Isso me faz crer que eles pararam, pois até o PC anterior eles vinha "enroscados" com a Adriana e o Guilherme que passaram por esse PC a quase 11 horas. Ir tão longe e ter de parar deve ser muito difícil, um grande abraço "guris".

O Erich e o Jorge estão na luta e bem vivos, tem médias fáceis a fazer até Paris, se é que tem alguma coisa fácil depois de 1158 km, e devem ser os próximos a cruzar a linha.

Temos também pedalando o casal Adriana e Guilherme. Eles estão atrasado em relação a passagem em Mortagne, se presumirmos que eles passaram a uma hora atrás e que os tempos ainda não foram registrados ,eles teriam de desenvolver até o fim da prova uma velocidade média superior a 20 km/h para cumprir as 92 horas regulamentares. À partir de Mortagne(1084,5km) até Paris(1227km) são 142,5 km, e com o tempo de passagem presumido eles teriam menos de 6 horas para concluir o percurso. Vamos aguardar, pois sempre há a expectativa do tempo de passagem ser registrado com atraso no site.

Faccin e David concluíram o PBP 2007!!!!

2 dos brasileiros já concluíram o PBP 2007, PARABÉNS aos 2 que ficaram mais de 80 horas pedalando.

Em minutos publicaremos a tabela de tempos.

Esperando

São 6:15 da manhã na França, 1:15 da manhã no Brasil e o sol começa a nascer pela última vez no PBP2007. Acabo de ver pela webcam posicionada junto a chegada 2 ciclistas anônimos terminarem a sua longa jornada. Tomara que até o fim do dia os 8 "sobreviventes" brasileiros também terminem o que se propuseram.

Fiquei "esperando" o Lazary e o Adriano passarem por Villaines (Km 1002,5), mas não teve jeito, eles ainda não apareceram. Tomara que tenha sido algum problema da organização da prova que está demorando para repassar os tempos para o site, pois se eles ainda não chegaram lá, o PBP está perdido. Quando chegarem no PC, espero que descansem um pouco e sigam adiante, ainda resta a chance de chegar a Paris pedalando.

Para eles isso pode parecer pouco, mas é muito mais do que sonhavam a poucos anos atrás.

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Tempos de passagem dos Brasileiros - XXI


O David está chegando, faltam apenas 68,5 km/h. Pelo horário não poderemos acompanhar a chegada dele, mas desde já os nossos sinceros parabéns.

Velocidade média necessária até o fim


Mais um número na tabela. Coloquei a velocidade média, sem as paradas, que os sobrevivente do PBP tem que fazer para conseguir chegar dentro do prazo de 92 horas. Vou revisar as contas, mas deve ser isso.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XX


O Guilherme e a Adriana passaram por Villaines a 30 minutos atrás.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XIX


O Richard Dunner abandonou a prova após a marca dos 1.000km, a coisa devia estar feia por lá. Ele estava em condições de terminar a prova abaixo das 90 horas.

As únicas alterações desde às 18 horas foram os avanços dos santa-cruzenses Erich Bracke e Luiz Faccin. O Faccin está relativamente tranquilo, o Erich depende da confirmação de que a organização deu 2 horas a mais esse ano para se concluir a prova.

Informações do Faccin

A Faccin ligou para a sua esposa e ela colocou um comentário no blog que transformei em mais uma postagem. Abaixo segue a cópia do que ela escreveu.

**

O Faccin ligou para min, agora a pouco. Já completou 1084,5Km. Pretende descansar agora, mas tem medo de dormir demais devido ao cansaço. Por outro lado se não descansar um pouco agora corre o risco de não conseguir cumprir o percurso a tempo. Comentei que seriam 92 horas devido ao clima, mas ele disse que essa informação não está confirmada. Frisou, várias vezes, que está muito contente, a pesar da prova estar, realmente, muito difícil. Comentou que quebrou uma ou a catraca(??), caiu em uma escada que estava molhada, ao que perguntei se se feriu, mas não obtive resposta. Contou que um casal lhe pediu autógrafo, que passou por uma cidade com características tipicamente medievais, como não tinha máquina fotográfica comprou um catão postal. Afirmou que o Lacerda já tirou várias fotos. Pedi para mandar, mas...
Contei que estamos acompanhando por esse blog, quase que constantemente. Ele ficou contente. Estava bastante emocionado, cansado, mas feliz.
Um abraço e Parabéns pela cobertura.
Maristela Rezende.

Horas finais do PBP

Em 2003 35% dos ciclistas chegaram nas últimas 5 horas de prova! Isso significa que mais de 1.500 ciclistas chegarão nesse intervalo de tempo, dá uma média de 5 (cinco) por minuto. Na prova passada chegou a ter 12 ciclistas chegando dentro do mesmo minuto.

Haja estrutura para isso.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XVIII


O David está muito perto do fim do PBP, às 15:42 horário de Brasília, ele chegou a Mortagne que fica no km 1084,5, ou seja, ele está a menos de 150km de Paris e tem 20 horas para chegar lá.

Por outro lado, o Adriano, a Adriana e o Guklherme terão uma longa noite pela frente. Eles terão de acelerar um pouco, pois os seus tempos previstos de chegada estão além das 92 horas.

O Erich e o Lazary estão no limite,, isso significa que eles podem manter os 13,6 km/h até o fim da prova mas daí eles não poderão sequer parar nos PC´s. Se quiserem descansar, só tem um jeito, pedalar mais ligeiro e acumular "umas gorduras" no início da noite.

O Jorge e o Richard tem uma pequena folga que pode lhes gerar um descanso de no máximo 2 horas nessa próxima noite, que já é a quarta que eles passam pedalando.

O Faccin está mais tranquilo, está a 225 km do fim do PBP, mas tem 22 horas para chegar lá. É só não errar o caminho que a medalha está no peito.

Milagrosamente não chove em Paris.

Confirmado o abandono do Cézar Barbosa

O Cézar mandou um email informando as razões o seu abandono. Foi uma pena realmente ele ter abandonado por um problema mecânico no câmbio.

***

Gostaria de informar meu abandono da prova depois de ter quebrado o cambio no km 86 com 3:30hs de prova, mas nao me entreguei facil porque depois de muitas tentativas de pedido de ajuda retirei o cambio e tentei pedalar sem marcha, mas era imposivel tentei reduzir a corrente e nao tive sucesso,pois quebrei os dois saca corrente que tinha, so me restando caminhar 34 km quando encontrei ajuda a 30 min de carro, mas sofri uma punicao por 2hs, quando retornei a rota de inicio ja era 11:40hs e nao deu tempo de alcacar o primeiro pc aberto que encerrava as 12:10hs, tinha que pedalar 50 km em meia hora, sabia que era impossivel, mas seguir ate la chegando as 13:20hs ajudado pelas descidas, depois disso partir para o pc2 no km 310 e no meio do caminho quebrei a corrente novamente, minha vontade era fazer o 1200 km sem me importar com o BREVET, mas depois dessa segunda derrota joguei a toalha, confesso que queria ir ate Brest para voltar com o grupo, por sorte conseguir um anjo da estrada que me deu carona ate o km 222 onde dormir em um hotel e na manha seguinte, depois de reparar a bike retornei para o hotel em Le Gatines, para encurtar conversa liguei para o hotel avisando que chegaria por volta das 22hs, so cheguei as 00:45 hs por causa da chuva, eles esqueceram de deixar a chave e tive que dormir no relento, arrumei um cobertor e troquei a roupa molhada e fiquei aguadando a portaria do hotel abrir as 06 hs da manha, mesmo assim nao estou triste por isso porque sei que poderia ter completado a prova se nao fosse essa primeira barreira, nao tenho noticias do resto do grupo, mas assim que souber mando um alo.

Um abraco.
Cezar Barbosa

Lazary andando ligeiro

Quem observou mais detidamente a última atualização percebeu que o Lazary se recuperou bem na prova. Ele fez 80 km a quase 21 km/h, isso não seria grande coisa, senão tivesse acontecido entre os km 775 e 860!!!

O Erich acabou de chegar em Fougeres no km 915, agora "só" faltam 312!!!

Na próxima atualização publicaremos essa passagem.

Confirmado o abandono do Antônio Costa

O Zé Arnaldo, amigo do Costa e co-organizador das provas em SP, postou um comentário sobre como ocorreu o abandono. Valeu pelas informações Zé, tinha muita gente preocupada com o Costa por aqui. Se alguém tiver alguma informação sobre os outros brasileiros, por favor nos repasse que publicaremos.

Segue o comentário abaixo.

**

Acabei de falar com o Costa pelo telefone e ele me disse que teve uma lesão no olho antes da largada. foi ao medico da prova, largou mas só conseguiu pedalar 58kms.
fica prá próxima.
obrigado pela cobertura, está excelente e boas pedaladas aos nossos audaxiosos.
Zé Arnaldo
Organização Audax São Paulo

Tempos dos Brasileiros no PBP - XVII


Os quadros em amarelo continuam mostrando as alterações desde a última publicação dos resultados parciais. A diferença é que à partir de agora os atletas fora da prova, ou que aparentemente estejam fora da prova, estarão pintados em laranja.

Atletas em laranja e as razões para isso:

Warrens Simons e Ricardo Araújo Pereira tiveram seus abandonos oficializados pelo site oficial da prova.

Cézar Barbosa e Antônio Costa não tem nenhum tempo lançado no site, salvo algum problema operacional da organização eles abandonaram antes do 1o. PC.

Juan Lopes Mendes, Klaus Rurack e Carlos Calvete tem seus tempos atualziados até parte da prova. O abandono presumido se dá pela impossibilidade de cumprir o restante do percurso dentro do prazo ainda restante.

As médias estão caindo

A menos de 1 hora o Faccin chegou em Fougeres, km 915 da prova, enquanto que quase no mesmo instante o Erich chegou em Tinteniac.

Analisando os tempos dos 2 percebe-se que o Erich parou bastante tempo, pois sua média no trecho ficou em 6,5 km/h e a média geral baixou para perigosíssimos 13,4km/h. Certamente ele deverá melhorar bastante à partir de agora e pela próximas horas, pois na França é dia e de dia tudo fica mais fácil.

Olhando o quadro publicado antes das 8 da manhã, percebe-se claramente que o cansaço está pegando para valer. As médias de quase todos caíram bastante durante à noite, basta se observar o Lazary que levou quase 10 horas para fazer 76 km. Essa queda das médias se deve basicamente a 2 fatores: o cansaço e ao tempo que eles obrigatoriamente estão perdendo ao se verem obrigados a dormir um pouco. Já são mais de 65 horas de prova.

Por enquanto nada do Calvete e do Juan, me levando a crer que eles tanbém tenham abandonado.

Ao meio-dia atualizarei a tabela de tempos.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XVI


Como sempre temos boas e más notícias. As boas é que quase todos sobreviveram a mais uma noite.

As más começam pelo fato de que o Juan deve ter abandonado a prova, apesar de não ter nada oficial ainda. O raciocínio é simples, ele passou por Brest com 43:55 e mais de 18 horas depois ele ainda não chegou a Carhaix distante apenas 85 km.

A outra má notícia é que o meu amigo Carlos Calvete também deve estar com problemas. Faz quase 12 horas que passou por Carhaix, mas ainda não chegou a Loudeac. Se ele chegar lá agora, a sua média geral acumulada terá caído para 12,47km/h que lhe daria um tempo previsto de chegada em Paris de mais de 98 horas, muito longe das 92 horas definidas como tempo máximo.

Vamos aguardar.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Tempos dos Brasileiros no PBP - XV


Tabela atualizada em 22/08 às 23:45.

Más notícias, o Warrens Simons abandonou a prova. Os nosso parabéns a ele pela tentativa, muito de nós gostaríamos de estar lá tendo essa oportunidade que ele teve.

Vale a pena comentar que a tolerância de 2 horas a mais no tempo de chegada deu um novo ânimo para os nosso amigos. Daqui a pouco amanhece por lá, e de dia as coisas ficam mais fáceis, ou seriam apenas, menos difíceis?

Notícias da França

A Roberta Kardel, irmã do Guilherme nos repassa as informações que recebeu numa ligação telefônica hoje à tarde. A direção de prova está dando 2 horas a mais de tolerância no tempo final por causa do mau tempo. Boas notícias para os Brazucas.
Segue o conteúdo do email. Informações do blog do Guilherme.

**

Depois de chegarem à cidade de Brest, cidade que fica na metade do percurso (foram 614,5km percorridos em 44,18 horas, com uma velocidade média de 13,87km/h). Guilherme descreveu com detalhes, pelas 15:30 da tarde de hoje (BR), por telefone, como estão as condições por lá: "está tudo acontecendo tranqüilamente e minhas condições físicas estão ótimas". Ao perguntarmos como andam as condições de sono e de tempo, ele responde: "a organização da prova está dando 2 horas de tolerância para todos os partipantes, devido a um mal tempo grave, com ventos muitos fortes e chuva constante, além das temperaturas um pouco baixas".
Assim que tivermos novas informações, colocaremos aqui.

Seguem os audaciosos então para a "reta final".

Fazendo cálculos rapidamente: desde essa ligação, praticamente 7 horas se passaram e, se ele conseguiu manter a mesma média, já deve ter passado da marca de 700km (e passado pelo posto de controle na cidade de Carhaix) !

Já tem gente de volta a Paris

Tem um vídeo no site da prova que mostra os primeiros a completar o PBP, hoje às 12 horas horário de Brasília. Depois de acessar o site procure o vídeo "Les premiers arrivés à Saint-Quentin-en-Yvelines" que é mostrada a chegada de um grupo de ciclistas e sua recepção pelos voluntários.

O vídeo é um pouco extenso e um dos entrevistados deve parecer com o pai ou o avô de alguns de nós.

Para variar a chegada foi sob chuva.

Obrigado ao Lucca que me passou essa dica.

Tempos de chegada

Andaram perguntando sobre os tempos de chegada do PBP. Por mais incrível que possa parecer já tem gente que pode ter chegado!! Em 2003 teve 34 atletas que fizeram menos de 45 horas!! A chegada continua sem o pórtico, por isso suponho que a chuva deva ter atrasado a turma esse ano.

Quem quiser dar uma olhada nos tempos de 2003 tem um link com toda a relação, se alguém quiser em formato excel me mande o email que eu repasso.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XIV

Tecnologia

A organização do PBP tem umas coisas muito estranhas. O Layout do site deles é pouco funcional, um tanto quanto ultrapassado, faltam informações importantes, tem muita coisa confusa, mas paradoxalmente eles esbanjam organização em outro itens.

Em algum lugar do site eu havia lido que os participantes poderiam comprar um GPS, por 270 euros, para que de casa os seus familiares pudessem acompanhar a evolução na prova. Eu só havia visto isso no RAAM. Os nossos Audax, ou Randounners aqui no Brasil, vão ter que comer muito arroz e feijão para chegar lá, onde cada equipe/atleta é monitorado individualmente.

Parece-me que não teve muita gente a fim de investir nisso, mas um deles foi o nosso amigo Warren Simons que está devidamente monitorado e pode ser acompanhado pelo link que eles disponibilizam. É só ir no link e clicar no nome do Warrens que uma bicicleta azul clara aparecerá no pónto em que ele está. Parece-me que o tempo de atualização é de 10 minutos.

Ps.: Esse post estava pronto a uns 2 dias, é o tipo de post genérico, dá para postar numa crise de informações do blogueiro. Depois de publicado, fui dar mais uma olhada em como funciona, daí é que percebi que ele não está atualizando todos os ciclistas. De qquer forma vale a pena dar uma olhada. Se alguém souber como funciona essa tecnologia, escreva um comentário para os leigos como eu.
O Pedro Zohrer postou um comentário sobre o que poderia ter acontecido para que o Cézar não tivesse os seus tempos publicados. Achei a explicação plausível e a publico abaixo:

**

Dei uma olhada no regulamento da prova nas França em:
http://www.paris-brest-paris.org/EN/index.php?showpage=61
e para minha surpresa vi que existem 5 categorias básicas , as duas primeiras que largaram as 20 e 21horas de segunda respectivamente não tem restrição de tempo nos pontos de controle, será por isso que não vemos os tempos do Cezar e do Costa? radicionais e para triciclos tandems e bikes especiais com tempo limite de 90horas.

**

Mas essa explicação não serve para o Costa que largou às 22:10. Qualquer contribuição sobre esse post é bem-vindo. Torçamos que seja isso.

A terceira noite

Tem gente que já está pensando em pedir uma folga para o chefe pelo stress de estar acomapanhando o PBP pelo Blog, então imaginem, ou pelo menos tentem imaginar aquele povo pedalando por lá! Agora eles estão enfrentando a terceira noite de PBP, e eu acho que é a pior. É óbvio que amanhã eles estarão mais cansados, mas estarão bem mais perto, quem conseguir pedalar até amanhã de noite termina o PBP.

Por isso, é muito importante eles amanhecerem o dia 23/08 vivos na prova. Estar vivo numa prova como essa, é estar dentro do tempo, quem sabe com alguma sobra, para ir administrando o resto das energias e dar uma descansada na última noite. À partir de agora quem manda é a cabeça, o corpo (principalmente a bunda) estão acabados.

Lá em Paris é uma e meia da manhã, está 16 graus com sensação térmica de 13 e chove

Tempos dos Brasileiros no PBP - XIII



O Calvete deu uma melhorada e praticamente já conseguiu a média necessária para terminar o PBP no prazo. Pelas médias entre Brest e Carhaix, o Jorge e o Erich descansaram um pouco, o Faccin, ao contrário, praticamente não parou.

Vamos torcer para que a volta seja menos dura que a ida que teve muita chuva e frio

Tempos dos brasileiros no PBP - XII


Só falta o Calvete chegar a Brest, os outros já devem ter começado a voltar a Paris.

Bom retorno.

Os tempos previstos de chegada estavam com problema na planilha anterior, agora estão ok.

Tempos dos Brasileiros no PBP - XI


O Faccin, o Richar e o Warrens também chegaram a Brest, agora iniciam a longa viagem de volta.

Acrescentamos uma coluna na tabela, ela indica o tempo previsto de chegada se baseando na velocidade média geral da prova.

Acelera Calvete!!!

Chove em Paris, mas faz sol em Brest

São 14:30 em Paris e como vocês podem ver na coluna do lado chove, 17 graus de temperatura e 13 graus de sensação térmica. Mas a boa notícia é que em Brest faz sol e a temperatura é de 17 graus, e é por aquela região que os brasileiros estão.

Imagens ao vivo do ponto de largada e chegada mostram a chuva.

Tempos dos Brasileiros no PBP - X


O David já está voltando e agora começam a preocupar as médias horárias totais do Lazary e do Calvete. A média para fazer o PBP em 90 horas é 13,63 km/h, O Lazary está no limite com 13,79km/h e o Calvete está abaixo da média exigida com 13,53km/h. Isso deve ter sido ocasionado pela parada deles em Loudeac, fazendo com que a média no trecho tenha sido muito baixa, ou seja, menos de 10km/h.

A tendência é que a média agora suba, pois lá é dia e eles devem fazer menos paradas, mas tendo que ter a preocupação de conseguir se adiantar um pouco na prova, para poderem descansar novamente mais à frente.

Força guris!!!!!

Tempos dos Brasileiros no PBP - IX



Boas e más notícias. Como dá para ver tem bastante coisa em amarelo na planilha, ou seja, a coisa foi movimentada na nossa madrugada, manhã francesa.

O David já chegou a Brest, ele fez 612 km em 35:52, ou seja ele tem 54 horas para voltar. Só o Calvete e o Lazary não chegaram a Carhaix, mas a má notícia é que foi colocado no site do PBP o abandono do Ricardo em Loudeac, vamos esperar mais um pouco para confirmar essa notícia.

Email direto da França

O Lacerdson, que está fazendo apoio para alguns dos brasileiros mandou um email direto de Loudeac, esse email deve ter se "perdido" no caminho, pois eles já passaram por lá. Mesmo assim vale o registro de alguém que está lá.

************

Oi de Loudeac

Pessoal!!!

Estou em Loudeac no aguardo do Faccin, Lazary, Calvette e o Formiga que estao a caminho de Brest... estou com o carro de apoio p eles! a prova esta muito dificil... muito frio e chuva... alem de um vento muito forte! dureza total!

Conto com a torcida de todos e espero que eles completem este grande desafio!

abx!

Lacerdson

Tempos dos Brasileiros no PBP - VIII



A última atualização do dia.

Os últimos chegaram a Loudeac!!! o Adriano e o Ricardo chegaram primeiro, depois a "armada" brasileira chegou. O Lazary, o Calvete, o Guilherme e a Adriana chegaram juntos, à cerca de 20 minutos. Na França são 5:30 da manhã e não deve estar muito fácil, faz 16 graus, com sensação de 12, chove e para completar ninguém vai poder ficar muito tempo lá. As médias estão baixando e o negócio é seguir em frente.

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Onde estão o Cézar, o Costa e o Klaus?

O blog até agora foi quase que exclusivamente informativo e quase nada opinativo, mas acho que está na hora de dar uns palpites.

Tomara que esteja errado, mas acho que estamos com 3 brasileiros a menos na prova. Uma prova como o PBP que tem dado mostras de estar suficientemente organizada, não cometeria erros crassos como não registrar os tempos de 2 ciclistas que deveriam estar estar pedalando a mais de 24 horas!! Parece-me que algo aconteceu, mas não deve ser nada grave, pois notícias ruins voam.

Para quem não sabe o PBP NÃO oferece resgate, pode ser que eles tenham tido algum problema mecânico e tenham tido que pegar carona, ou mesmo um ônibus.

O terceiro brasileiro que está deixando muitas pessoas preocupadas é o alemão mais brasileiro que conheço, é o Klaus Rurack. Ele pedalou 310 km e desde lá não tem seu tempo atualizado no site do PBP, e isso deveria ter acontecido a muito tempo, pois são apenas 54,5 km até o próximo PC e já faz quase 11 horas que ele passou por lá.

Se alguém tiver notícias deles nos avisem, para que publiquemos aqui.

Tempo dos Brasileiros no PBP - VII


Poucas alterações da última atualização dos tempos dos ciclistas brasileiros no PBP, para facilitar as alterações estão em amarelo.

O David já se aproxima da metade da prova e deve chegar lá em breve, pois pela sua velocidade média no último trecho ele deve ter dormido em Loudeac, com isso ganhando novo ânimo para a prova.

O Juan, o Richard e o Warrens chegaram a Loudeac num intervalo de tempo inferior a 15 minutos. Mas não sei se ficarão por lá para descansar como fez o David, pois a prefeitura avisou a organização uns 2 dias atrás que a estrutura da cidade já estava toda comprometida com os ciclistas que reservaram com antecedência aposentos por lá. Nesse PC deve ter alojamento, mas lá tem fila para comer, dormir, ir no banheiro... e essa espera na fila pode ser superior a 2 horas.

Fotos PBP


O Pedro Zohrer conseguiu várias fotos da largada do PBP. É de arrepiar!! Só olhando uma foto dessas é que se tem a dimensão da prova, é por isso que eles fazem tantas largadas. Ontém à noite teve largadas de 20 em 20 miutos para que não houvesse consgestionamento com todas essas bicicletas.

Abaixo segue uma foto do Cézar Barbosa captada na largada, depois disso não tivemos mais notícias dele. Se algum amigo / conhecido dele tiver informações, por favor nos repasse para que possamos divulgar aqui.

Tempos dos Brasileiros no PBP - VI


Tabela de tempos atualizada às 18:00 horário de Brasilia.

Tempos dos Brasileiros no PBP - V


Os tempos estão atualizados com a posição do site do PBP às 15:50 horário brasileiro.

Parcerias durante a prova

Pelos tempos divulgados até agora, temos 2 parcerias entre os participantes da equipe brasileira nessa prova. O Faccin está pedalando junto ao português Jorge Martins e o Guilherme Kardel está junto da Adriana Cerqueira.

Dentro de minutos estaremos publicando a nova tabela de tempos onde isso fica bem claro.

Tempos dos Brasileiros no PBP - IV


Coloquei um campo a mais na planilha, agora temos também a velocidade média entre os trechos(VMT), além da velocidade média geral(VM).

Tivemos algumas atualizações desde a última postagem.

Tempos dos Brasileiros no PBP - III


Reduzi o tamanho da planilha tirando o horário de passagem e deixando o tempo de prova e velocidade média.

Tempos dos Brasileiros no PBP - II


Estão aí os últimos tempos publicados pelo site da prova. Vou dar uma ajeitada na planilha para ficar mais visível, para ampliá-la é só clicar em cima.

Velocidades médias



Fiz uma tabela onde dá para acompanhar a velocidade média com as paradas, lembrando que o PBP exige 13,63 km/h para percorrer os seus 1227km em 90 horas.

Para os próximos PC´s essa tabela vai ter que ser encolhida, senão ela vai ficar com muita informação.

Tempos dos brasileiros no PBP



A organização está atualizando com mais agilidade os tempos dos atletas, o atraso está sendo em alguns casos de menos de uma hora. O Faccin passou depois das 7 da manhã (horário do Brasil) por Fougeres e já teve seu tempo publicado.

É de se estranhar não ter sido publicado nenhum tempo do Cezar Barbosa e do Antônio Costa.

Os tempos publicados são os tempos de prova que eles levaram para atingir os PC´s.

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Atualização dos tempos

O site oficial está publicando com bastante atraso os tempos de todos os participantes, deu para se perceber bem isso pela demora na publicação dos tempos de largada, foram mais de 4 horas de atraso.

Apesar de alguns brasileiros já terem passado pelo 1o PC, não vamos poder publicar os seus tempos de passagem no dia de hoje.

Amanhã, antes das 8 atualizaremos o blog com essas informações.

Em Paris faz 12 graus e a sensação térmica é de 10, mas em pouco mais de 2 horas já é dia por lá.

Todos os brasileiros já estão pedalando

Foi publicado o tempo dos últimos 4 brasileiros que ainda não tinham tido sua largada confirmada pelo site da prova.

Boa sorte a eles. Em Paris agora são 2 horas da manhã e faz 13 graus com sensação térmica de 11.

Warren Simmons 3295 22:50
Klaus Rurack 3651 22:30
Ricardo de Araujo Pereira 3276 22:50
Luiz Roberto Velho Lazary 3273 22:50
Carlos R dos Santos Calvete 3274 22:50

Até a meia-noite já deveremos ter notícias dos tempos de passagem de todos pelo primeiro PC.

Horários de largada dos brasileiros.

Achávamos que todos os brasileiros, com exceção do Cézar largariam todos juntos. Mas a logística da prova deve impedir esses romantismos, todos já devem ter largado, mas o sistema não deve ter sido atualizado até agora.

Horários de largada, lembrando que no Brasil são 5 horas a menos.
21:00
Cezar Barbosa 7355

21:30
Jorge Martins 3203
David Dewaele 3269
Luiz Maganini Faccin 3271
Erich Brack 3272

21:50
Guilherme A Kardel 3277
Adriana de Campos Cerqueira 3278
Richard Dünner 3279

22:10
Juan J Lopes Mendes 3275
Antonio Costa 3146
Adriano Andrade Formiga 3270

Não largaram até agora
Warren Simmons 3295
Klaus Rurack 3651
Ricardo de Araujo Pereira 3276
Luiz Roberto Velho Lazary 3273
Carlos R dos Santos Calvete 3274

Visão do local de Largada


Depois de tentar váris vezes consguimos uma foto do local de largada. A maioria dos ciclistas já saíu, mas faltam ainda 2 grupos largarem.

Vamos tentar deixar na barra lateral do blog imagens ao vivo de lá, para funcionar direito é necessário atualizar a página do blog.

Problemas no site oficial

Foram várias tentativas durante à tarde de colocar imagens da largada no blog, mas devido ao grande número de usuários acessando o site oficial isso não foi possível.

O primeiro PC é no km 140, por isso só teremos informações depois das 21 horas. Assim que tivermos a confirmação de algum brasileiro passando por lá, publicaremos no blog.

Altimetria até o PC1


Quando se fala que o PBP é o 1200 mais "fácil" que existe, pode-se criar a falsa impressão que são retas intermináveis. A altimetria do trecho que vai da largada até o PC1 mostra que não é bem assim, se não existem serras a serem escaladas, existem um interminável número de colinas, algumas até bem íngremes.

Começa a movimentação na largada



Os ciclistas já se encontram junto a largada, para o que parece ser uma última vistoria. Dentro de menos de 1 hora e 30 minutos o PBP 2007 terá o seu início.

Horários de largada do PBP

Os horários abaixo estão de acordo com a hora oficial da França, no Brasil são 5 horas a menos, ou seja, à partir das 3 da tarde dá para acompanhar as largadas.

O PBP estará começando às 20 horas de hoje, dia 20/08, com um grupo de ciclistas que tem como meta completar a prova em até 80 horas.

Às 21 horas larga a turma das bicletas especiais, tandens de 2 e 3(!!) lugares e as reclinadas, que pretendem fazer a prova em até 90 horas. É nesse grupo que larga o Cézar Barbosa com a sua bicicleta Zohrer.

Às 21:30 larga o pessoal que possui bicicletas convencionais que pretende completar a prova em até 90 horas. É nesse grupo que larga o Faccin e, suponho, o resto dos brasileiros.

À 4:45 de amanhã largam as bicicletas especiais que pretendem concluir a prova em até 84 horas.

E às 5 da manhã largam os ciclistas que possuem bicicletas convencionais e que pretendem completar a prova em até 84 horas.

Fonte:Site oficial da prova.

domingo, 19 de agosto de 2007

PBP 1200 na imprensa

O site Prologo publicou uma reportagem no seu site sobre o PBP, inclusive com foto. Segundo informações recebidas do Leandro Bittar que trabalha na revista, na próxima edição serão dedicadas 4 páginas para o Audax.

Que assim seja!

Acharam a bicicleta que faltava


O texto abaixo foi postado por um leitor desse blog que atende pelo sugestivo nome de Ecovolucionário, nele ele relata que a reclinada do Cezar foi achada e tudo que estava sendo feito para tentar resolver esse problema. A foto foi extraída do site www.pedal.com.br e originalmente publicada em http://www.fotolog.com/zohrer_clube.

***

Ontem acharam e entregaram a bike reclinada perdida do Cezar.Ele e o Dünner ficaram montando a bike até mais de meia noite. Nesse momento ele está fazendo o check-in da bike para largar amanhã de manhã. Apesar de eu ter colocado meus amigos: o presidente da HPV alemã, Christopher Hipp e o presidente da HPV francesa, Jean Charles em contato com o Cezar para auxiliá-lo nesse momento de tensão, a loja na França que eles indicaram para o Cezar alugar uma bike estava fechada, mesmo assim agradecemos a prestimosa colaboração dos mesmos. Caso Cezar, não conseguisse recuperar sua bike reclinada a tempo, o também amigo e participante do PBP, Klaus, havia conseguido na Alemanha, uma bike reclinada usada para ser usada pelo Cezar. Agradecemos também a ele a atenção e colaboração concedida. Agora é só torcer e acompanhar a saída do Cezar, amanhã de manhã!!!!

Audaciosos gaúchos no jornal

Foi publicado no jornal Zero hora de Porto Alegre uma reportagem sobre a gauchada no PBP, a reportagem ocupa uma página inteira do jornal. Certamente toda essa exposição trará mais adeptos ao esporte.

Conseguir espaço na imprensa, muita vezes, demanda tempo e muita paciência, felizmente esse esforço foi recompensado com uma matéria à altura do Audax 1200, ou como a repórter corrige, Randounner 1200.

sábado, 18 de agosto de 2007

Ainda falta acharem uma bicicleta

As notícias que chegam da França às vezes chegam meio truncadas. Num email anteriormente recebido nos havia sido avisado que as 2 bicicletas perdidas numa conexão haviam sido encontradas, mas infelizmente isso não é verdade, pois a bicicleta do Cézar Barbosa ainda está perdida.

Estão sendo feitos alguns contatos para ver se algum reclineiro francês ou alemão tem uma bicicleta para emprestar.

Imagens da largada e chegada do PBP


Essa é a imagem ao vivo do ponto de largada e chegada do PBP. A imagem deve se atualizar de tempos em tempos, mas se alguém quiser ver num tamanho maior é só clicar em cima dela ou aqui que vai cair direto no site do PBP.

Os Postos de Controle do PBP


Esses são os locais onde são os PC´s do PBP. O Faccin mandou um email comentando, que já tem cidade à beira do caminho (Loudeac) avisando a organização que já está com todas as vagas em sua rede hoteleira reservadas para o PBP e que não tem estrutura para atender tanta gente.

Está um pouco complicado passar mais informações sobre o roteiro, já que no site oficial não tem quase nada a respeito.

Só lembrando que a França está 5 horas adiantada em relação ao nosso horário, ou seja, a largada para os brasileiros será as 16:30 de 2a. feira pelo nosso horário.

Tempo em Paris

Coloquei bem do topo da barra lateral do blog como está o tempo em Paris. As previsões para a semana da prova são de tempo nublado, com possibilidade de chuva na 2a. feira e temperaturas sempre abaixo de 20 graus. Só na 5a. feira que começa a esquentar.

Quem pedalou as provas do Brasil não deve estranhar muito, pois tivemos provas muito frias esse ano, resta a torcida para que a previsão de chuva não se confirme.

Podia ser bem pior, pois o Tour de France a umas semanas atrás teve temperaturas acima dos 30 graus.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Foto "quase" oficial do Brasil no PBP

Conseguiram juntar 7 brasileiros nessa foto, é quase toda a delegação gaúcha (só faltou o Klaus) com 2 agregados. O Lacerda e o Cezar Barbosa, o primeiro paranaense e o segundo carioca.

Na ordem, Faccin, Calvete, Lacerda, Kardel, Lazary, Cézar Barbosa e Erich Brack em frente ao hotel. A foto foi tirada hoje mesmo.

Como acompanhar os brasileiros no PBP

Quem quiser acompanhar os brasileiros no PBP pode acessar um link fornecido pela organização da prova e preencher o terceiro campo da tela (Suivi de la plaque) com o número do atleta. Até onde entendi, eles vão registrar eletronicamente a passagem em cada um dos PC´s e disponiblizar essa informação no site.

Tem uns filmezinhos no Youtube que mostram que em 2003 eles já tinham esse equipamento, a diferença é que naquela vez essa informação não era disponibilizada.

O blog pretende fazer 3 ou 4 atualizações diárias com esses resultados, mas se tiver alguém muito na "pilha" e não aguentar esperar, segue abaixo o nome de cada um dos ciclistas com o seu número para que cada um faça a sua pesquisa.

Antonio Costa 3146
Jorge Martins 3203
David Dewaele 3269
Adriano Andrade Formiga 3270
Luiz Maganini Faccin 3271
Erich Brack 3272
Luiz Roberto Velho Lazary 3273
Carlos R dos Santos Calvete 3274
Juan J Lopes Mendes 3275
Ricardo de Araujo Pereira 3276
Guilherme A Kardel 3277
Adriana de Campos Cerqueira 3278
Richard Dünner 3279
Warren Simmons 3295
Klaus Rurack 3651
Cezar Barbosa 7355

Conselhos de quem já pedalou o PBP

O Kayo Oliveira, primeiro brasileiro a pedalar um PBP mandou um email para o Faccin, dando algumas dicas para o PBP. Para quem não sabe quem é o Kayo e como se deu o encontro entre os dois, pode ler numa matéria que foi publicada no Inema.

*****

Oi Luiz

Como estás? Espero que estejas pronto para esta facanha, Milhoes de felicidades e muita sorte, tenho certeza que completaras a prova. Nao esqueca da hidratacao e alimentacao estes sao os teus principais aliados, paradas curtas e objetivas, nao te comprometa com muitos outros ciclistas, pois eles podem te prejudicar em caso de cansaco de parte deles, ou em caso de problemas mecanicos com as bicicletas deles. O melhor e te aliar a quem tu conheca e mantenha a tua cadencia. O entusiasmo inicial e contagiante e pode levar o ciclista a um desperdicio de energia inicial que podera vir a fazer falta mais tarde. Acredito teres um plano geral para a prova, ser for o caso procure mante lo a medida do possivel. Cansaco faz com que a gente procure desculpa para fazer paradas desnecessarias, mantenha te na bike mesmo que for em velocidade reduzida, pois pouco progresso e melhor nenhum progresso. Se la pelas tantas tu comecares a alucinar, nao te assustes, pois nao seras o primeiro Audaxioso a passares por isto. Importante, a regiao de Bretagne e famosa por uma bebida feita de maca, se nao falha a memoria chama se Cidre ou algo assim, sob nenhuma hipotese beba a durante a prova, pois e bem possival que pode te causar um problema estomacal violento, ou melhor pode te dar uma corredeira como tu nunca tiveste. Bem meu amigo, vou ficar torcendo por ti e toda gauchada que se atreveu a encarar os 1200 km. nas estradas francesas, BOA SORTE E PEDALEM COM SEGURANCA.

Abracao

kayo de oliveira

Perfil PBP - Klaus Peter Rurack


Idade : 50
Nacido: Remscheid / Alemanha

Como quasi todos eu pedalei já de crianca.
Quando eu assisti as aulas da facultade em Hamburgo ( direito ) eu usei a bici como meio de transporte cada dia ( na chuva , neve ,no frio ).
Quando eu tinha 28 – 33 anos eu fiz passeios de speed nos Alpes.
Depois uma parada eu voltei de andar de bici faz quasi 3 anos. No ano 2005 eu participei nos meus primeiros Audax no Brasil ( 200 e 300 km ) e continuei no ano 2006. Neste ano eu fiz os 200 e 300 km em Lajeado e Santa Cruz do Sul e os 400 e 600 na Alemanha em Hamburgo.

PBP:

Eu nao estou com muita experiencia nos passeios de longa distancia. Para mim as coisas principais sao: paciencia e o moral positivo.

Audax 1200 ou Randounner 1200?

Uma repórter da Zero Hora, jornal do grupo RBS, entrou em contato conosco para esclarecer uma dúvida: Ela pediu para o pessoal que organiza o PBP umas fotos para ilustrar uma reportagem que ela está escrevendo sobre a "gauchada" que está na França, e o pessoal de lá disse que não era Audax, mas sim uma prova de Randounner! Os organizadores de lá estão corretos, não é um Audax 1200 e sim um Randounner 1200.

Audax é o termo utilizado para as provas onde todos andam juntos, ou seja, se formam um ou mais pelotões que "elegem" um capitão e esse dita o ritmo, e o objetivo é todos andarem juntos do início ao fim. O Randounneurs é onde cada um anda no seu próprio ritmo, cada um escolhe a velocidade, os tempos de parada, é a modalidade solitária do ciclismo de longa distância, o Audax seria a forma soliDária!

Essa incorreção deve ter chegado ao Brasil por conta do PBP ser organizado pela ACP- AUDAX Club Parisien, ou seja, acabamos adotando o nome Audax de forma genérica. No Brasil todas as provas organizadas até hoje foram na modalidade Randounners, muito mais popular no mundo inteiro que a modalidade Audax.

As 2 provas existem quase que em paralelo, o Audax 1200 será realizado dia 05/09/07 entres as cidades de Paris e Brest, só não sei se utilizarão o mesmo roteiro. Parece que o pessoal do Audax pratica outros esportes também, eles tem um site bem simples, onde aparecem 2 fotos de grupos de ciclistas.

Tem um outro post no blog que conta boa parte da história do PBP e a rivalidade entre o pessoal que organizava Audax e Randounner.

Se diz no Brasil que o costume faz a lei, por conta disso preferimos não corrigir o incorrigível. Vai continuar sendo Audax.


Nota do Blog: Não pretendo ser o dono da razão, por isso contribuições e correções a tudo que é publicado aqui são sempre bem-vindos.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Notícias de Paris - Acharam a(s) bicicleta(s)

O Faccin entrou em contato e conta uma pouco das aventuras pela França. A boa notícia é que, parece que localizaram as bicletas dele e do Cézar Barbosa e elas já devem estar a caminho do hotel.

Segue o texto do email:

****

estou entrando na internet a pirmeira vez aqui na franca; desculpa os erros na escrita

neste " dias ja aconteceram mais coisas aqui do que em um mes normalmente ai no brasil,

falar frances a primeira vez e levar um grupo de brasileiros sem muita nocao com malas pesadas, na chuva e metro interdit é dificil,

ligamos para a air france e as minha bike e a do cesar barbosa, tb perdida, devem chegar no hotel em breve, talvez ja estejam la.

estou gripado, comprei uma outra bike e ontem pedalei 4 hors visitando igrejas e castelos nos arredores daqui, ja encontrei até favela;

hoje fui a paris novamente,

choveu e teve sol

a temperatura é fresca, fria a noite;

90% dos conselhos e dicas que eu recebi para vir a franca se provaram errados, por favor nao aconselhem ninguem!

amanha devo montar a bike, ou o que sobrou dela novamente, e descansar, tentar comer melhor, chegamos em un domingo e na quarta era feriado e estava quase tudo ferme por que é feriadao, hoje a franca voltou ao normal;

se der envio alguma foto assim que possivel

abracos

luiz =direto de Plaisir

Audax Pelotas - última chamada!!


Não é só de PBP que vive o Audax no Brasil! No fim de semana de 25 e 26 agosto Pelotas estará realizando o primeiro Audax na zona sul do estado, serão 100km até a cidade de Pinheiro Machado com a volta ao ponto de largada. A organização, prudentemente, optou por se utilizar de estradas que tem pouco movimento, por isso a prova será no sentido leste-oeste, ou seja, eles fugiram do óbvio que seria ir no sentido sul-norte acompanhando as rodovias que ligam aquela região aos países vizinhos.

Paisagens diferentes, municípios desconhecidos e estradas desertas, é a receita perfeita para um Audax. O convite está feito, quem quiser mais informações é só entrar no site da organização, mas as inscrições só podem ser feitas até amanhã.

O mapa é cortesia do Udo e já havia sido postado umas semanas atrás.

Nos vemos lá.

Como o Audax começou no RS

O Marcelo Guazzelli de Caxias postou um comentário nos remetendo ao seu blog, onde ele comenta como o Audax surgiu no RS.

Me lembro perfeitamente da prova de 300km de Caxias em 2004, eu só não abandonei porque não tinha resgate. Foi muita coisa ao mesmo tempo para um novato: noite, chuva, frio, lombas, lombas, lombas....

Abaixo parte do texto do Marcelo.

***

Sem falsa modéstia, eu tive a honra de descobrir essa modalidade aqui no Rio Grande do Sul: navegando por aí, encontrei o relato do Manoel Terra na Bikemagazine.

O Manoel é um dos dois únicos brasileiros a completar um Audax 1200.

Depois da descoberta, joguei uma mensagem na lista de discussões do Bike-RS (http://br.groups.yahoo.com/group/bike-rs/), lançando a idéia no vento, com uma frase do tipo: “se tivesse uma prova assim aqui no RS, eu participaria com certeza).

Pois não é que alguém resolveu organizar uma prova de 200Km? Marcelo Lucca é o nome da pessoa que organizou o primeiro evento no estado: saímos de Porto Alegre às 6 horas da manhã, pedalamos até Vale Verde (próximo a Santa Cruz do Sul) e retornamos pelo mesmo caminho. Foram 200Km e 200 ciclistas inscritos, um sucesso!

Depois disso, participei do evento de 300Km na cidade de Caxias do Sul. Fui meu próprio carrasco, pois eu defini o roteiro. Muita serra, muito frio e muita chuva. Saímos numa Sexta-feira Santa, à meia noite. Coisa de doido.

Posteriormente, dirigi minhas atenções para o enduro de regularidade, deixei de participar e organizar os Audax, mas sempre estou atento ao mercado :)

***

Para ler o post completo é só dar uma passada por

Fotos
do primeiro Audax no RS. Porto Alegre 10/03/04
Matéria publicada noInema.

Perfil PBP - Warren Simmons

Warren Simmons, tenho 44 anos.

Nasci em Inglaterra. Morei 4 anos em Sao Paulo (2001-2005) e agora moro em Jersey, uma isla que e uma dependencia do Reino Unido perta da Francia.
Tenho uma carta "residente permanente do Brasil" a causa da minha filha que foi nascida em SP.

Sou casado com dos filhos. Minha mulher (Stephanie) e filhos vao estar em St Quentin pra ver minho progreso no PBP. Stephanie fala portugues melhor que eu. Minha filha lembra um pouco.

Comecei os brevets em Brasil com o Audax Brasil em 2004. Se lembra as historias do PBP de Manuel Terra. A idea de fazer o PBP comeca.

2004
Queluz 200k. Fracaso total. Eu abondonei ao 100k a causa de problemas mecanicos e falta de "fitness". O Manuel e um cara de Tao do Pedal (nao lembro seu nome) viaja 90k de Queluz ate Barra Mansa pra recuparme!
Campinas 200k - 9h 40. Increivel. Bicicleta differente (o Bike friday no foto) e rodavia facil.

2005
Queluz 200k 13h. O monstruo abatido. Alegria total
Campos de Jordao - 13h 45 - quase eliminado - muito duro.

2006
Um ano pra utilisar a bicicleta pra chegar ao escritorio cada dia - cambio radical depoes SP.

2007
Pedalei varios brevets em Francia
Carhaix (Club Cyclotouriste du Poher) - 200k 10h 15
Lamballe (Bretagne) - 200k 9h 45
Carhaix - 300k - 16h
Carhaix - 400k - 26h ! quase eliminado. Chuva, vente, problemas de estomago, perdido.....chuva...cansado...alegria quase total

Semana com o Pactour em Wisconsin - maio 2007
domingo - 200k - 9h 25
segunda feira - 300k - 14h 10
quarta feira - 400k - 21h - que alegria depoes o 400k de Carhaix
sabado - 600k - 34 h
Muito aprendido por ver os ciclistas experimentados e por utilisar comida liquida

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

A nova bicicleta do Faccin


O Giovani, que é irmão do Luiz Faccin, postou num grupo de discussões que ele cansou de esperar que achassem a sua bicicleta e resolveu comprar outra, é uma Trek 7.2. A foto é do site da Trek, lá tem todas as especificações.

PBP na imprensa

Foi publicado agora à tarde uma matéria na Bikemagazine sobre os brazucas que irão pedalar o PBP. São informações já publicadas no blog, mas mesmo assim é importante saber que a imprensa especializada já nos descobriu.

Perfil PBP - Guilherme Azambuja Kardel



Guilherme Azambuja Kardel, 28 anos, natural de Porto Alegre e reside atualmente em Sao Paulo. Pedalo desde crianca.. Hoje seriam mais de 22 anos de pedal.. Se eh que posso contabilizar assim... Meu grande sonho, desde pequeno.. Era viajar o mundo.. De bike... A viagem ao PBP esta sendo a primeira, de uma serie de viagens que virao.
Participo das provas de Audax desde 2005.. Quando, depois da minha primeira viagem de bike, de Porto Alegre a Carlos Barbosa, a minha vida ciclistica tomou outra dimensao. eram mais de 110mil km rodados dentro, e somente dentro de Porto Alegre ao longo de muitos anos.. Aprendi a conviver com o transito maluco que Porto Alegre tem... Ja em 2005, completei a serie inteira, todas as provas de Porto Alegre, com excessao aos 300, que optei por participar na etapa de Caxias do Sul.

Estou me dedicando muito ao objetivo que tracei no final da serie de 2005.. Pedalar o GRANDIOSO PBP. A minha programacao fisica e mental inicou a quase um ano, onde nos ultimos meses, apos um processo de reeducacao alimentar, emagreci 16 quilos e os treinos de bike e natacao me ajudaram a chegar no estado que estou hoje... Me sentindo pleno para o PBP.

Pra mim, todas as expectativas sao incriveis... Estou um tanto quanto ancioso para chegar na cidade largada ai siml... Tudo vai estar muito mais tranquilo...

Sobre a preparacao para a prova..
Aqui vao as minhas "crencas" em relacao ao processo de uma prova tao longa quanto o PBP.
O psicologico corresponde a 70% do processo;
O mecanico/bike corresponde a mais 15%;
e por ultimo.. O fisico que cabe os ultimos 15%...

Em todos estes 3 itens.. . Estou me sentindo 100%... Em cada um deles.. Logo... Para o PBP..

EU ME SINTO 300%...

Consegui ainda um grande incentivo a mais, que se confirmou na ultima segunda feira... O Patrocinio da Agua Mineral Schincariol, que esta viabilizando minha participacao...

Gostaria de agradecer a todos que participaram de um jeito ou de outro, mais de perto ou mais de longe , da minha preparacao.. De coracao um grande abraco em todos!!!

Perfil PBP - Richard Dunner


Richard P. Dünner, nascido 22.8.1953, 53 anos, Suíço, no Brasil desde 1984, administrador de empresas, representante de banco (como todo bom suíço), hoje consultor independente, bem casado com brasileira, 2 filhos.

Ando de bicicleta desde pequeno, não me lembro da idade, mais sempre gostei. Andei bastante durante a faculdade e acabei entrando nas tropas de ciclistas do exercito suíço (bicicleta 30 kgs, uma marcha, fuzil nas costas). Se alguém se interessar tenho fotos.

Fiquei sem andar muito tempo depois de chegar ao Brasil. Mais uns 5 anos atrás com o peso aumentando e a pressão sanguínea subindo decidi voltar a fazer exercício. Achei a turma da Pamonha (Bandeirantes km 21) e, ainda não me lembro como, descobri o movimento Audax em São Paulo.

Somente sei que quando soube de PBP decidi que ia participar em 2007.

Participei nos seguintes eventos no Brasil:

2004 Audax 200 Campinas

2005 Audax 200 Campinas
2005 Audax 300 Saquarema
2005 Audax 400 São Carlos (sem completar)
2005 Extra Distance em equipe de 4

2006 Audax 200 Campinas
2006 Audax 300 Louveira (sem completar)
2006 Audax 300 Ubatuba (sem completar)
2006 Granfondo Pinarello Ubatuba

2007 Audax 200 Ubatuba
2007 Audax 200 Campinas
2007 Audax 300 Campinas
2007 Audax 400 Campinas
2007 Audax 600 Campinas

Nota do Blog: Clique aqui para dar uma olhada na bicicleta que o Richard vai usar no PBP

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Perfil PBP - Luís Roberto Velho Lazary


Idade: 46 anos.
Local de Nascimento: Rio Grande - RS.
Profissão: Servidor Público.

Kieling, tua proposta conduz a uma breve viagem no tempo!

Tive uma Monareta Olé 70 dos 10 aos 15 anos!
Foi um presente de natal do meu PAI!
A bicicleta foi adquirida em 15 prestações!
Eu e um amigo fizemos uma pequena aventura:
pedalamos até Viamão - cidade próxima à Porto Alegre.

Depois, comprei uma Caloi 10 na juventude.
Mas, andei pouco, apenas alguns finais de semana aqui em Porto Alegre.

Por último, andava de bike pela beira do mar nas férias e nos finais de semana!

Contudo, minhas horas eram mais dedicadas aos deveres e aos meus afetos!
Minhas tentativas de voltar a jogar futebol resultavam em dedos e costelas quebrados.

Em 2003, o meu amigo e colega de trabalho Marcelo Lucca só falava em bikes e passeios, trilhas, fotos, viagens...
Os convites para participar deste mundo eram freqüentes!
Mas, recusava, alegava ser filho único de mãe viúva...

Em outubro deste mesmo ano, o Marcelo Lucca organizou uma excursão até à Lagoa do Peixe, ou seja, o pedal seria quase todo pela beira do mar.
Impossível dizer não!
Mas, como acompanhar um passeio com uma distância aproximada de 60Km.
Solução ir a uma academia e treinar.
O passeio aconteceu no terreno da minha preferência.
Mas, desta vez, não estava sozinho.
Fiz novos amigos e conheci novos lugares!
Não parei mais de ir na academia e de andar de bicicleta!

No início de 2004, mais precisamente, no dia 13 de março, data do aniversário do meu amigo Fabio Lazzarotto, outro anfitrião neste cenário das bicicletas; O Lucca organiza o primeiro Audax de 200Km aqui no Rio Grande do Sul, participaram mais de 200 pessoas.
Indescritível a alegria ao passar a ponte sobre o Rio Jacuí em São
Jerônimo.

Em 10 de abril de 2004, audax de 300 Km em Caxias do Sul.
Pedalou conosco o Manuel Terra e nos deparamos com o frio da serra, as lombas, a chuva fina....

Nestas duas provas, conheci o Rubens Terres!
Fiz um amigo e parceiro, um cicloturista muito experiente com quem aprendi e aprendo muito!
Um sujeito singular que adora estender aos outros ajuda e simpatia!
Em noite de chuva, já vi ele descer da sua bicicleta para evitar que as rãs que pulavam no asfalto fossem atropeladas!

E segui participando de todas as provas organizadas aqui no Rio Grande do Sul!
Fui voluntário numa delas junto contigo!
Vivi a experiência de não concluir uma prova de 600km: o tempo acabou quando faltavam apenas 22Km!
Tentei ajudar outros participantes e fui ajudado por grandes ciclistas!

Neste ano, a bicicleta já me levou à Santa Cruz do Sul, Ijuí, Lajeado, Curitiba, Campinas e, agora, à Paris!

Minha primeira expectativa com a prova é me divertir!
Não esquecer de ver a paisagem!
Ultrapassar a barreira dos 600km, ou seja, ir à Brest e iniciar o retorno!

Coisas que vi em AUDAX e que peço licença para dividir:
- uma senhora, na estradinha do audax, parecida com minha mãe, diz: APROVEITEM!
- uma moça, no alpendre de sua casa em Caxias do Sul, diz, com sotaque de gringa, ao nos ver passar em plena noite fria - QUE LINDO!
- um pai empurrando o filho na lomba do QUIOSQUE!
- a mão do Rubens empurrra a Gi que empurrra a Carina!
- frase do José Figueiredo, durante um 600, em plena chuva no Vale do Taquari: quando há movimento a alma está em busca de crescimento interior!
- e a lua cheia sobre o Jacuí!