quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Audax de Curitiba cancelado

VEJA O POST ATUALIZADO!!!
Clique aqui.

O Roberto Coelho mandou um email para o grupo audaxbr (
http://http://br.groups.yahoo.com/group/audaxbr/) informando do cancelamento de toda a série de provas que estava prevista para Curitiba.

É uma pena, pois quem está envolvido com Audax sabe de todo o empenho que o Roberto teve para levar essas provas para lá. Vamos torcer para que aconteça algo de última hora e que as provas ocorram.


Abaixo cópia do email

**********************

Olá companheiros,

Com grande tristeza no meu coração informo que o Audax Paraná nfelizmente não vai sair. Foram meses de preparação, empenho de muitas pessoas envolvidas. Trabalhamos com afinco para que o evento saísse, fizemos todo o levantamento dos trechos de toda a série, com altimetria inclusive, para sermos impedidos de realizar as provas por um burocrata, um idiota chamado Paulo Castro, funcionário da RodoNorte, concessionária da BR 277, que nem ao menos teve a capacidade de ler o projeto muito bem elaborado que fizemos para apresentar o Audax.

Nossa intenção era fazer algo muito bem feito e estávamos no caminho certo. Poderíamos ter tentado entrar com um mandato de segurança, o que certamente resolveria a situação, mas optamos por não realizar sa provas, visto que o mandato de segurança criaria no público que não sabe o que é o Audax uma impressão errada do evento. Portanto para resguardar o nome Audax, decidimos cancelar a série no Paraná.

No entanto estaremos organizando um protesto para a data de 10/03, dia da realização da prova de 200 km, onde faremos uma pedalada até Ponta Grossa, que era o destino da prova de 200 km. Este protesto deverá contar com mais de 100 participantes, que são os interessados em participar do Audax PR e também o pessoal que treina diariamente naquele trecho de rodovia.

Um abraço,

Roberto Coelho

1 comentários:

25 de jan de 2007 16:40:00
ninki disse...

Eu acompanhei todo o processo de organização do Audax em Curitiba.O empenho e a seriedade com que o Roberto estava organizando tudo.Falo com ele todos os dias e sempre tinha uma coisa nova para me contar.
Há pelo menos tres meses ele tentava essa liberação da estrada.
É realmente uma pena,que em nosso pais o esporte amador tenha tão pouco espaço e seja tão pouco respeitado.
Deixo aqui o meu protesto,e o meu apoio incondicional ao Roberto.

boas pedaladas...ninki

Postar um comentário